APROVADO projeto que exclui BPC de pessoa com deficiência em cálculo do Bolsa Família

A Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Câmara dos Deputados aprovou um projeto que tem como alvo os beneficiários do Benefício da Prestação Continuada (BPC) e do Bolsa Família.

BPC 2024: Quem pode receber, valor, regras e mais (Imagem FDR)
APROVADO projeto que exclui BPC de pessoa com deficiência em cálculo do Bolsa Família (Imagem FDR)

O BPC garante um salário mínimo mensal a idosos com 65 anos ou mais e a pessoas com deficiência, independentemente da idade. Apesar disso, a renda proveniente do BPC pode prejudicar o acesso ao Bolsa Família se ultrapassar o limite estabelecido.

A relatora do projeto, deputada Luisa Canziani (PSD-PR), enfatiza que a proposta não busca eliminar o BPC, mas sim garantir a acumulação desse benefício, recebido por crianças ou adolescentes, com outras prestações assistenciais destinadas à família.

Propomos um novo texto para garantir a acumulação do BPC, recebido por criança ou adolescente, com outro conjunto de prestações assistenciais voltadas à família, disse a relatora.

Será possível acumular BPC e Bolsa Família

O texto original do projeto pretendia oferecer às crianças ou adolescentes com deficiência o direito de receber o auxílio-inclusão em substituição ao BPC, caso começassem exercer alguma atividade remunerada.

No entanto, Canziani ressalta uma incompatibilidade com a Constituição Federal, que proíbe qualquer trabalho para menores de 16 anos, exceto na condição de aprendiz a partir dos 14 anos.

Segundo a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, o auxílio-inclusão é destinado a apoiar pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Assim, ao exercer uma atividade remunerada, a pessoa com deficiência tem o BPC suspenso e passa a receber o auxílio-inclusão.

A proposta agora avança para a análise conclusiva de outras comissões, incluindo as de Previdência, Assistência Social, Infância, Adolescência e Família; Finanças e Tributação; e Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ).

Este é um passo importante para possíveis mudanças significativas nas políticas de assistência social no país e pode abrir um precedente para a reformulação de algumas regras relacionadas aos programas sociais.

Para ficar sempre atualizado dos seus direitos e benefícios, basta entrar na nossa página de direitos sociais (clicando aqui).

Ariel França
Sou produtor multimídia com mais de 10 anos de experiência. Formado em Jornalismo e pós-graduado em Direito Administrativo e Gestão Pública. Concentro-me em simplificar temas complexos, como finanças, gestão pública e administração, para torná-los acessíveis a todos os públicos. Acredito na importância de uma comunicação responsável e de alta qualidade em todas as mídias, mantendo-me atualizado constantemente para atender às demandas do mercado de forma competente.