Valor extra de R$100 no Bolsa Família de janeiro foi CONFIRMADO

Os beneficiados pelo Bolsa Família de janeiro receberão em suas contas as transferências a partir de quinta-feira (18). Alguns deles terão acesso a quantias maiores do que os outros. O governo federal ainda não confirmou o valor médio para o mês, mas a tendência é que fique acima de R$ 600.

Valor extra de R$110 no Bolsa Família de janeiro foi CONFIRMADO
Valor extra de R$100 no Bolsa Família de janeiro foi CONFIRMADO (Imagem: FDR)

Dentro do valor do Bolsa Família são inclusos benefícios complementares, de acordo com o perfil de cada família. Neste mês, porém, os moradores do Espírito Santo terão acesso ao pagamento do vale-gás que embora seja estadual vai complementar o valor do Bolsa pago pelo poder público federal.

Vale-gás para moradores do Espírito Santo

O governo do estado do Espírito Santo aprovou o pagamento do vale-gás. O projeto é bimestral, assim como o Auxílio-gás pago pelo governo federal, e vai contemplar 7 mil famílias capixabas.

Poderão receber o benefício:

  • Inscritos no Cadastro Único;
  • Quem recebe o Bolsa Família;
  • Famílias com renda familiar de no máximo R$ 218 por pessoa;
  • Quem não recebe o Auxílio-gás pago pelo poder público federal, ou seja, não é possível acumular os dois benefícios.

Os valores serão creditados na conta do Banestes a partir do dia 29 de janeiro. Os contemplados deverão retirar o cartão para saque diretamente em uma agência do banco.

Benefícios complementares do Bolsa Família

Além do auxílio para compra do gás de cozinha, o pagamento do Bolsa Família desse mês incluí benefícios complementares. É possível receber mais de R$ 1 mil por mês, dependendo da composição do grupo familiar. Quanto mais crianças, maior o valor a ser recebido.

Por isso é importante atualizar os dados do Cadastro Único, informando quantas pessoas vivem no mesmo endereço e que são sustentadas por aquela família. Os valores acumulados são de:

  • Valor fixo de R$ 600 por família beneficiada;
  • Valor adicional de R$ 150 por criança de 0 a 6 anos;
  • Valor adicional de R$ 50 por criança acima de 7 anos, jovens até 18 anos, gestantes e bebês de até 6 meses.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]