Retrospectiva 2023: veja TODOS os benefícios sociais aprovados no primeiro ano do Governo Lula

Pontos-chave
  • Governo relançou programas remodelados
  • Benefícios oferecem renda, alimentação e moradia
  • Cadastro Único foi usaod ao longo do ano em diversos programas.

Em 2023 o governo federal lançou ou criou mais de 70 benefícios sociais que atenderam a população brasileira. Obras foram retomadas, novos investimentos feitos, reposicionamento no exterior, entre outras ações. Veja uma retrospectiva 2023.

Retrospectiva 2023: veja TODOS os benefícios sociais aprovados no primeiro ano do Governo Lula (Imagem: FDR)
Retrospectiva 2023: veja TODOS os benefícios sociais aprovados no primeiro ano do Governo Lula (Imagem: FDR)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva comemorou a retrospectiva 2023. Nesse ano o governo federal relançou programas com uma nova roupagem, fez novos investimentos em infraestrutura e tem trabalhado nas relações exteriores. Essas são apenas algumas das ações.

“Estou extremamente feliz. Feliz porque a economia cresceu mais do que todo e qualquer economista imaginava. Feliz porque a inflação está caindo, porque os juros estão diminuindo, o emprego crescendo, o salário mínimo aumentando, o crédito para a agricultura e o agronegócio cresceu, porque tenho certeza de que o povo está feliz”, afirmou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Benefícios sociais criados ou relançados em 2023

Bolsa Família

Em 2023 o programa completou 20 anos e foi recriado pelo governo Lula após ser substituído pelo Auxílio Brasil. Atualmente as famílias recebem, no mínimo, R$ 600. Valor pode ser bem maior por causa dos adicionais, que por sinal já estão garantidos para o próximo ano.

Agora, o governo também conta com uma Rede Federal de Fiscalização do Programa Bolsa Família e do Cadastro Único. Seu trabalho é propor melhoras para o programa. além de fazer a fiscalização, prevenindo fraudes.

Ao longo desses 12 meses foram investidos R$ 14 bilhões por mês para o pagamento de cerca de 21,18 milhões de pessoas; o valor médio recebido pelas famílias foi de R$ 670.

Cisternas

60 mil famílias foram atendidas através do investimento de R$ 562 milhões no Programa Cisternas, em parceria com o BNDES e a Fundação do Banco do Brasil.

Além da construção, equipes foram capacitadas para a assistência técnica às famílias. Ao todo foram construídas 61 mil cisternas em diversas regiões do país.

Programa de aquisição de alimentos

Outro relançamento foi o Programa de Aquisição de Alimentos, para ele foram investidos R$ 910 milhões, além de consolidação da política de aquisição de 30% das compras de alimentos de agricultura familiar por parte da Administração Pública Federal.

Além disso, no novo modelo também acontece a promoção da compra de alimentos de comunidades indígenas, o chamado PAA Indígena, e a compra de alimentos para atendimento às Cozinhas Solidárias.

Minha Casa Minha Vida

O maior programa habitacional do país foi relançado com importantes alterações. O objetivo do programa é viabilizar a moradia de 2 milhões de famílias até 2026, com prioridade para aquelas de baixa renda.

Para conseguir atingir esse objetivo o governo fez investimento em novos empreendimentos e retomou alguns abandonados desde 2018.

Os limites de renda forma reajustados possibilitando que mais pessoas sejam atendidas:

  • Faixa 1 – anteriormente em R$ 1.800, aumentou para R$ 2.640.
  • Faixa 2 – estão inseridas as famílias com renda entre R$ 2.640,01 e R$ 4.400
  • Faixa 3 – famílias com renda entre R$ 4.400,01 e R$ 8.000,00.

Outro reajuste foi feito no valor dos imóveis financiados que agora podem ser de R$ 130 mil a R$ 350 mil, de acordo com a faixa de renda da família.

Para beneficiários do Bolsa Família e do BPC o governo passou a oferecer redução das prestações de 120 para 60 e moradia gratuita, saiba mais.

Retrospectiva 2023: veja TODOS os benefícios sociais aprovados no primeiro ano do Governo Lula
Retrospectiva 2023: veja TODOS os benefícios sociais aprovados no primeiro ano do Governo Lula (Imagem: FDR)

Fomento Rural

O valor do benefício pago aos agricultores de baixa renda subiu para R$ 4.600. Até novembro desse ano foram atendidas 5,2 mil famílias de agricultores em todo o país.

Distribuição de Alimentos

Durante esse ano alguns municípios enfrentaram situação de emergência ou estado de calamidade pública. Entre as ações do governo estava a distribuição de alimentos. Essa ação também se estendeu aos indígenas e quilombolas, ao todo 312,6 mil cestas básicas foram entregues a esses povos.

Brasil sem Fome

Nesse ano o governo anunciou a retomada do Brasil sem Fome, que reúne mais de 80 ações voltadas ao combate á fome e a promoção da segurança alimentar e nutricional.

Todas as ações são voltadas a tirar o Brasil do Mapa da Fome.

Alimentação Saudável nas escolas

Foram definidos os três eixos estratégicos para a promoção da alimentação saudável nas escolas:

  • Educação alimentar e nutricional;
  • Doação e comercialização de alimentos e bebidas;
  • Comunicação mercadológica de alimentos e bebidas.

Jamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.