Inscrição no CadÚnico é presencial? Veja como funciona acesso aos benefícios

Para quem deseja começar 2024 contando com a ajuda de benefícios sociais, a ideia é fazer sua inscrição no CadÚnico (Cadastro Único para Programas do Governo Federal). Esta é a plataforma que reúne dados de pessoas em vulnerabilidade, e faz a seleção destas em programas e auxílios. 

Inscrição no CadÚnico é presencial? Veja como funciona acesso aos benefícios
Inscrição no CadÚnico é presencial? Veja como funciona acesso aos benefícios (Imagem: FDR)

A inscrição no CadÚnico é o primeiro passo para conseguir acessar os benefícios de assistência social do governo brasileiro. Seja em âmbito federal, estadual ou municipal, todos usam das informações compartilhadas nesta base para selecionar novos contemplados em iniciativas de auxílio.

Quem pode fazer a inscrição no CadÚnico?

A ideia do Cadastro Único é quantificar e qualificar o público que necessita de mais ajuda e assistência social. Isso significa que quem pode fazer a inscrição no CadÚnico são famílias em situação de vulnerabilidade, vivendo com algum grau de pobreza e que por isso necessitam receber auxílios.

São aceitas na plataforma:

  • Famílias com renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa;
  • Famílias com renda acima desse valor podem ser cadastradas para participar de programas ou serviços específicos.

Vale lembrar que cada programa que usa a inscrição no CadÚnico como referência ainda tem as suas próprias exigências, principalmente no que trata de limite de renda.

Inscrição no CadÚnico é presencial?

Sim! O governo federal recomenda que a inscrição no CadÚnico aconteça de forma presencial. Isso significa que todos os interessados em participar da plataforma precisam comparecer até uma unidade do CRAS (Centro de Referência e Assistência Social).

A inscrição é feita por um representante da família, uma pessoa que deve ter mais de 16 anos e ser preferencialmente uma mulher. Qualquer benefício aprovado para esse grupo será em nome deste representante.

  • Compareça até o CRAS mais próximo (verifique necessidade de agendamento);
  • Solicite a inscrição no Cadastro Único;
  • Apresente: documento com foto, CPF e comprovante de residência;
  • Responda ao questionário socioeconômico;
  • Aguarde a aprovação nos benefícios.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]