Imposto de Renda ganha tabela progressiva em 2024; entenda o que muda

A base do Imposto de Renda foi atualizada e ganhará uma tabela progressiva  em 2024, elevando a faixa de isenção para R$ 2.112, um aumento significativo comparado aos R$ 1.903,98 anteriores. 

Imposto de Renda ganha tabela progressiva em 2024; entenda o que muda
Imposto de Renda ganha tabela progressiva em 2024; entenda o que muda. (Imagem: FDR)

Em resposta a essa mudança, a Receita Federal implementou um desconto simplificado mensal de R$ 528 na fonte, facilitando a operacionalização da nova faixa de isenção do Imposto de Renda, que agora é de R$ 2.640. A quantia equivale ao dobro do salário mínimo atual, R$ 1.320.

Como resultado dessa correção, aproximadamente 13,7 milhões de contribuintes pessoas físicas estão estimados para ficar isentos do pagamento do Imposto de Renda, conforme projeção da Receita Federal.

O Governo Federal prometeu subir a isenção ainda mais, para R$ 5 mil, até 2026, ano em que termina o terceiro mandato de Lula. Confira abaixo, a nova tabela do Imposto de Renda em 2024. 

Nova tabela do Imposto de Renda para 2024

Base de cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a deduzir do IR (R$)
Até R$ 2.112 zero zero
De R$ 2.112,01 até R$ 2.826,65 7,5 R$ 158,40
De R$ 2.826,66 até R$ 3.751,05 15 R$370,40
De R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68  22,5 R$ 651,73
Acima de R$ 4.664,68 27,5 R$ 884,96

Alíquota mensal progressiva até abril de 2024

Base de cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a deduzir do IR (R$)
Até R$ 1.903,98 zero zero
De R$ 1.903,01 até R$ 2.836,65 7,5 R$ 142,89
De R$ 2.826,66 até R$ 3.751,05 15 R$ 354,80
R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68 22,5 R$ 636,13
Acima de R$ 4.664,68 27,5 R$ 869,36

Defasagem do Imposto de Renda

Em 2023, uma significativa mudança na tabela do Imposto de Renda entrou em vigor, marcando a primeira atualização integral desde 1996. O reajuste que elevou a faixa de isenção para R$ 2.112.

Essa atualização busca corrigir a defasagem acumulada de 155%, considerando o IPCA até maio de 2023, conforme dados da Unafisco Nacional. Anteriormente, durante o governo de Dilma Rousseff, uma atualização parcial fixou a faixa de isenção em R$ 1.903,98, vigente até 2023.

A nova tabela progressiva já está em vigor desde maio de 2023, mas seus efeitos serão percebidos pelas pessoas físicas na declaração de 2024, referente ao ano-base 2023.

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.