Consulta ao saldo do PIS/PASEP 2024 já pode ser feita online

O PIS/PASEP é um dos programas mais solicitados pelos trabalhadores CLT do país. O seu valor é considerado um abono salarial, tendo em vista que é um suporte pontual avaliado no valor do salário mínimo em vigência. Então, confira como fazer a consulta deste benefício de forma online.

Carteira Verde e Amarela: entenda programa que reduzir os direitos dos trabalhadores para estimular as contratações
Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Imagem: FDR)

Entre os benefícios cedidos aos trabalhadores que possuem a carteira assinada, o PIS/PASEP é um dos mais conhecidos. Isto porque ele pode ser solicitado por trabalhadores do regime privado e também do serviço público. Porém, existem algumas condições para que o trabalhador consiga solicitar os valores.

Chegando próximo à sua data de pagamento em 2024, os brasileiros estão se perguntando quais são as condições para a solicitação do auxílio. Desta forma, veja abaixo quais são estes requisitos solicitados pelo regime CLT e também pelo governo federal para que haja o depósito:

  • É necessário estar em dia com a Justiça do Trabalho;
  • É fundamental exercer a sua profissão com a carteira de trabalho assinada há pelo menos cinco anos;
  • Ter um salário mensal inferior à dois salários mínimos (R$ 2.640);
  • Ter trabalhado ao menos um mês (30 dias) no ano base levantado.

Quem efetua o pagamento do PIS/PASEP?

O PIS/PASEP é conhecido de forma conjunta, mas é a parceria de dois programas. O Programa de Integração Social (PIS) é feito aos trabalhadores que exercem a sua profissão de carteira assinada e trabalham no regime privado, como em empresas, comércio, entre outros.

Já o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP) é dedicado aos servidores públicos do país. Por exemplo, os servidores públicos em suas diversas esferas.

Aqueles brasileiros que recebem o PIS são contemplados pela Caixa Econômica Federal. Enquanto isto, os cidadãos que recebem o PASEP são pagos pelo Banco do Brasil. Desta forma, os bancos estatais conseguem efetuar a quitação deste benefício de forma organizada e planejada.

Flávio Costa
Estudante de jornalismo, já atuou na área de assessoria política ao compor o time de comunicação da atual governadora do estado, durante sua campanha eleitoral. Anteriormente, cursou 2 anos no curso de relações internacionais, podendo ampliar sua visão no aspecto macro e micro do cenário nacional e internacional. Fluente em inglês, já atuou como professor de idiomas e também de matemática. Por fim, trabalhou ainda como analista de operações pelo grupo Amazon. Atualmente, dedica-se a universidade e ao portal FDR. Suas redes sociais são @flavioarcosta e [email protected].