Alerta sobre a prova de vida do INSS deixam os aposentados preocupados

O governo federal decidiu se pronunciar depois do aumento de golpes envolvendo a prova de vida do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). A grande preocupação, segundo o Instituto, é o fato dos idosos serem em sua maioria leigos quando o assunto é tecnologia. Deixando-os mais vulneráveis as fraudes.

Alerta sobre a prova de vida do INSS deixam os aposentados preocupados
Alerta sobre a prova de vida do INSS deixam os aposentados preocupados (Imagem: FDR)

A prova de vida do INSSnão é uma responsabilidade do segurado. Cabe ao próprio Instituto fazer o cruzamento de dados para verificar se o titular do benefício continua vivo. Isso significa que não é preciso comparecer até a agência bancária ou ao INSS para realização do procedimento.

Golpe da prova de vida do INSS

De acordo com as informações compartilhadas pelo INSS, os golpistas estão usando como principal alvo das suas fraudes as pessoas idosas. Devido a dificuldade que muitas possuem em usar da tecnologia, acabam se tornando “presas fáceis” para os golpistas.

O comunicado explica como o golpe da prova de vida do INSS tem acontecido:

  • Golpistas entram em contato com as vítimas via ligação, SMS, WhatsApp ou e-mail, e fingem ser um funcionário do INSS;
  • Eles assustam as vítimas dizendo que há possibilidade de bloqueio do seu pagamento, ou que o prazo para realização da prova de vida está se esgotando;
  • A partir disso, solicitam que os aposentados enviem: dados pessoais, dados bancários e uma foto do documento;
  • Com essas informações os bandidos conseguem contratar empréstimo em nome do cidadão, movimentar sua conta bancária, e até mesmo administrar seu salário.

Como não cair no golpe da prova de vida do INSS

O gerente da maior Agência da Previdência Social (APS) no Acre, a unidade Rio Branco, Ocian Florêncio, orienta que os aposentados e pensionistas nunca passem dados pessoais via ligação, mensagem ou WhatsApp. Quando se trata de um funcionário do INSS o próprio já sabe os dados do cidadão.

O que é comum e verdade é o pedido de confirmação de dados, neste caso o máximo que será solicitado é o nome completo e CPF. O governo federal listou dicas para não cair no golpe da prova de vida do INSS e se proteger:

  • Manter os dados de contato, como telefone, e-mail e endereço atualizados no Meu INSS ou pelo telefone 135;
  • Não atender solicitações de dados por e-mail, mensagem ou telefone;
  • Não clicar em links enviados por SMS e desconfiar de mensagens não identificadas. O número do SMS usado pelo INSS para informar os cidadãos é 280-41;
  • Acessar o MEU INSS na plataforma Gov.br para confirmar o contato ou a convocação;
  • Usar apenas os canais oficiais de atendimento para cumprir solicitações do INSS, seja para agendar um serviço ou para entregar algum documento.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]