Mães solteiras do bolsa família tem ÓTIMAS NOTÍCIAS para 2024? Confira as novidades

Relançado neste ano pelo Governo Federal, o programa Bolsa Família realiza o pagamento mensal de, no mínimo, R$ 600 para famílias brasileiras que vivem em situação de vulnerabilidade social ou econômica. Para 2024, mães solteiras vivem a expectativa pela liberação de um benefício extra.

Mães solteiras do bolsa família tem ÓTIMAS NOTÍCIAS para 2024? Confira as novidades
Mães solteiras do bolsa família tem ÓTIMAS NOTÍCIAS para 2024? Confira as novidades. (Imagem: FDR)

No entanto, até o momento, nenhum benefício específico voltado para este grupo foi anunciado pelo Governo Federal. No entanto, caso se enquadrem nos critérios definidos pelo programa, elas podem receber alguns benefícios extras ao longo do ano.

Para tal, é essencial que a responsável familiar mantenha o cadastro do programa atualizado. É por meio das informações prestadas pelo CadÚnico que o Governo Federal identifica e seleciona as famílias que receberão os pagamentos extras.

Por isso, o procedimento deve ser realizado regularmente sempre que uma informação for modificada. O processo deve ser feito presencialmente, na unidade do CRAS mais próxima da residência da família.

Vale lembrar que, para efetuar o procedimento, é preciso que o responsável familiar compareça ao local com a documentação que comprova a necessidade de atualização.

Após realizada a atualização, será possível obter alguns dos pagamentos extras, caso a família se enquadre nos critérios. Os depósitos dos benefícios complementares são realizados pelo Governo Federal em conjunto com o pagamento principal, por meio do Caixa Tem.

Confira a lista de benefícios extras do Bolsa Família:

  • Benefício Variável Familiar Nutriz: Aumenta em R$ 50 o pagamento por cada membro da família com até seis meses de idade;
  • Benefício de Renda de Cidadania: Paga um adicional de R$ 142 por pessoa da família;
  • Benefício Complementar: Garante que o valor mínimo do Bolsa Família seja de R$ 600;
  • Benefício Primeira Infância: Adiciona R$ 150 por criança de até sete anos que faça parte da família.

Veja outras informações sobre os benefícios do programa de transferência de renda neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.