Aposentadoria especial do INSS tem mudanças anunciadas a partir de 2024

A aposentadoria especial foi uma das mais prejudicadas pela Reforma da Previdência, que aconteceu ainda em 2019. A possibilidade garante o direito de a pessoa se aposentar desde que demonstre que cumpriu os requisitos necessários antes da instituição dessas novas regras. Entenda.

Aposentadoria especial do INSS tem mudanças anunciadas a partir de 2024
Aposentadoria especial do INSS tem mudanças anunciadas a partir de 2024. Imagem: FDR

A partir do próximo ano, a perícia médica poderá ser enviada por servidores administrativos em especificações específicas, como para agentes relacionados à saúde. A mudança representa uma alteração na abordagem.

Outra mudança sobre o INSS diz respeito à idade mínima da aposentadoria. Ela passará a ser de 65 anos para os homens e 62 anos e seis meses para as mulheres.

Saiba mais detalhes sobre as mudanças do INSS

  • Além da idade mínima, os trabalhadores também deverão respeitar o tempo de contribuição formal;
  • Para ambos os sexos, o período mínimo estipulado pelo INSS é de 15 anos;
    Anualmente, os índices são reajustados;
  • As mudanças acontecem por conta do período de transição previsto na Reforma da Previdência;
  • Por isso, as regras deverão permanecer em mudança constante até o ano de 2033;
  • Em casos que a aposentadoria é motivada por alguma doença, o trabalhador não precisa atingir uma idade mínima para realizar a solicitação;
  • No entanto, é necessário que ele já tenha realizado, no mínimo, 12 contribuições com a Previdência Social;
  • A fórmula do cálculo da aposentadoria também foi modificada;
  • Anteriormente, o cálculo era realizado com base na média das maiores contribuições;
  • Agora, o valor que será liberado mensalmente é calculado levando em consideração a média de todos os pagamentos realizados para o INSS;
  • Para calcular quanto poderá receber ao solicitar o benefício, o futuro aposentado pode realizar uma simulação por meio site do Instituto;
  • Na plataforma, também é possível conferir outras informações como tempo de contribuição, anos restantes para a aposentadoria e contratos de trabalho ativos, por exemplo.

Vittoria Fialho
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já esteve como repórter no Diario de Pernambuco e no Portal NE45 Minutos. Nos veículos, fez parte das editorias de redes sociais e esportes. Também acumula experiência na assessoria de imprensa do Clube Náutico Capibaribe. Suas redes sociais são: @vtfialho e [email protected].