Quatro opções de uso do 13º salário e qual a mais inteligente; descubra aqui

A primeira parcela do 13º salário caiu na conta dos trabalhadores hoje (30). Quem estava contando com esse dinheiro extra no fim do mês, e principalmente no final do ano, tem algumas opções de uso da quantia. Viajar, quitar dívidas, poupar ou investir. Qual seria a melhor alternativa com o que você tem?.

Quatro opções de uso do 13º salário e qual a mais inteligente; descubra aqui
Quatro opções de uso do 13º salário e qual a mais inteligente; descubra aqui (Imagem: FDR)

Todos os trabalhadores que estão contratados sob regime CLT (Consolidação de Leis Trabalhistas) têm direito de receber o 13º salário. O pagamento da primeira parcela, ou da cota única, acontecem nesta quinta-feira (30). Depois, a segunda parcela será liberada até o dia 20 de dezembro. 

Valor pago no 13º salário

Quanto maior o salário do trabalhador, maior será o valor pago no 13º salário. Funciona como se o funcionário recebesse uma parcela extra da remuneração que tem direito, uma gratificação pelo período que foi trabalhado durante o último ano.

Para calcular o valor de direito de cada um dos seus funcionários a equipe responsável pela gestão financeira deve:

  • Dividir o salário bruto por 12 meses;
  • Multiplicar a quantia pelo número de meses trabalhados no último ano;
  • O resultado equivale a 100% do 13º salário;
  • Em novembro é pago 50%, e em dezembro os outros 50% com desconto do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e do Imposto de Renda.

A partir de 15 dias trabalhados já entra na soma como um mês de serviço.

O que fazer com o valor do 13º salário?

De acordo com especialistas ouvidos pela CNN Brasil, existem algumas alternativas de uso do 13º salário que são mais inteligentes. Todos orientam que o trabalhador deve, como primeiro passo, se questionar sobre a necessidade de uso daquele dinheiro.

Viajar

  • Melhor opção para quem: não tem dívidas pendentes, já possuí uma reserva de emergência, tem outras fontes de renda para investir ou não tem interesse em investir.

Quitar dívidas

  • Este é o momento de quitar dívidas. Por isso, se possuí débitos pendentes o uso do 13º salário é muito indicado para conseguir quitar;
  • Para especialista em finanças pessoais, Edlaine Lemos, mesmo pessoas com contas em atraso devem separar uma fração do pagamento para compor um fundo de emergência.

Investimento

  • Ao investir o seu 13º salário é possível aumentar a quantia, mas não é uma recomendação para prazos pequenos;
  • A recomendação da especialistas é de que o investimento aconteça em uma aplicação segura e que, de preferência, renda mais que a poupança;
  • Também importante considerar a liquidez e o rendimento antes de investir.

Poupança ou reserva de emergência

  • Poupar é sempre muito importante e recomendado, e quem pode guardar o 13º salário deve optar por essa alternativa;
  • O dinheiro poderá ser usado para uma reserva de emergência, ou para a realização de um plano que está no futuro. Como a compra de um carro, uma viagem, o material escolar ou matrícula de 2024.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]