Aposentadoria em 2024 terá idade mínima? Entenda os critérios

Pontos-chave
  • A aposentadoria deve ser solicitada ao INSS;
  • É preciso alcançar tempo mínimo de contribuição e idade antes de fazer o pedido;
  • Há algumas regras que tornam as exigências mais brandas.

Quem sonha com a sua aposentadoria em 2024 deve começar a se planejar. Especialistas em direito previdenciário orientam que ter compromisso e planejamento é importante para conseguir se aposentar no tempo certo. Um dos critérios para isso é alcançar a idade mínima. 

Aposentadoria em 2024 terá idade mínima? Entenda os critérios
Aposentadoria em 2024 terá idade mínima? Entenda os critérios (Imagem: FDR)

Existem algumas formas de conseguir a tão sonhada aposentadoria em 2024. O primeiro passo é conferir se mantém a condição de segurado do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), que será onde o pedido pelo benefício deve acontecer. São necessárias 180 contribuições mensais ao INSS.

Essas contribuições são somadas automaticamente ao conseguir um emprego com carteira de trabalho assinada. É uma obrigação do trabalhador recolher para a Previdência Social, e há desconto direto no seu salário todos os meses. Quem não tem um emprego registrado, mas quer contribuir também pode.

Neste caso será preciso dar entrada como contribuinte individual ou autônomo, emitindo mensalmente uma guia para pagamento. Dessa forma conseguirá dar início a soma mínima necessária para conquistar a aposentadoria em 2024. As 180 contribuições totalizam, se pagas mensalmente, 15 anos.

Será preciso alcançar outros requisitos também, um deles é ter a idade mínima necessária para dar entrada no pedido da aposentadoria. Não adianta estar pagando o INSS por 15 anos se não conseguiu atingir a idade permitida para se aposentar. Por isso é preciso estar atento a estes dois pontos.

Idade mínima para pedir aposentadoria em 2024

A idade mínima para conseguir a aposentadoria em 2024 vai depender de qual a forma de se aposentar o trabalhador escolheu. Se, por meio das regras de transição, na aposentadoria por idade ou por meio da aposentadoria por invalidez.

Confira a seguir cada uma dessas opções e comece a se preparar. Uma das formas de planejamento é acessar o “Simulador de aposentadoria” disponível no Meu INSS e que vai indicar quando você conseguirá se aposentar baseado nos seus dados e contribuições.

Aposentadoria por idade em 2024

A aposentadoria em 2024 por idade não muda comparada ao 2023, porque já alcançou o limite de idade permitido. Desde 2019, com a reforma da Previdência, foi aumentando em seis meses o mínimo de tempo de vida para solicitar o benefício, mas chegou ao limite neste ano.

Por isso, quem pretende dar entrada nesta modalidade no próximo ano precisa estar dentro dos seguintes critérios:

  • Homens: 65 anos de idade + 180 contribuições previdenciárias (equivalente a 15 anos contribuídos);
  • Mulheres: 62 anos de idade + 180 contribuições previdenciárias (equivalente a 15 anos contribuídos).

Aposentadoria por invalidez em 2024

Uma das exceções para idade para se aposentar é contrair algum tipo de invalidez. Vale tanto para incapacidade física ou mental, desde que seja atestado em perícia médica que se tornou um impedimento permanente. Ou seja, que o trabalhador não pode voltar ao serviço ou ser realocado em outra função. 

Para pedir aposentaria em 2024 por invalidez é preciso cumprir com os seguintes requisitos:

  • Ter somado 12 contribuições mensais ao INSS;
  • Comprovar em perícia que está incapacitado de forma permanente para o trabalho.

Aposentadoria em 2024 nas regras de transição

As regras de transição valem para os trabalhadores que já contribuíam antes de novembro de 2019, quando a reforma da Previdência foi aprovada. E que poderão contar com regras mais brandas para conseguir a aposentadoria em 2024, considerando o que já havia sido pago antes das mudanças.

Confira quais as regras de transição que usam como referência a idade do trabalhador para liberar a aposentadoria.

Idade progressiva

Nesta regra a idade mínima para se aposentar em 2024 muda tanto para os homens como para as mulheres. Há uma tabela que desde 2020 aumenta seis meses de idade a cada ano, até chegar em 65 anos para homens (em 2027), e 62 anos para mulheres (em 2031).

Ano vigente Homem Mulher
2019 61 anos 56 anos
2020 61 anos e meio 56 anos e meio
2021 62 anos 57 anos
2022 62 anos e meio 57 anos e meio
2023 63 anos 58 anos
2024 63 anos e meio 58 anos e meio
2025 64 anos 59 anos
2026 64 anos e meio 59 anos e meio
2027 65 anos 60 anos
2028 65 anos 60 anos e meio
2029 65 anos 61 anos
2030 65 anos 61 anos e meio
2031 65 anos 62 anos

Pedágio de 100%

A regra do pedágio propõe que os trabalhadores trabalhem o dobro do tempo que faltava para que conseguissem a aposentadoria em novembro de 2019.

Por exemplo, naquele ano faltavam 3 anos de contribuição para que José se aposentasse dentro das regras antigas, no pedágio de 100% ele deve trabalhar por 6 anosE a idade permanece a mesma.

  • Homens: idade mínima de 60 anos e 35 anos de contribuição + 100% do tempo que faltava para se aposentar da data da Reforma;
  • Mulheres: idade mínima de 57 anos de idade e 30 anos de contribuição + 100% do tempo que faltava para se aposentar da data da Reforma.

Regras dos pontos

Neste caso é preciso somar a idade mais o tempo de contribuição. A cada ano é alterado o resultado de pontos que homens e mulheres devem alcançar dentro dessa soma para conseguir a aposentadoria.

Ano vigente Homem Mulher
2019 96 pontos 86 pontos
2020 97 pontos 87 pontos
2021 98 pontos 88 pontos
2022 99 pontos 89 pontos
2023 100 pontos 90 pontos
2024 101 pontos 91 pontos
2025 102 pontos 92 pontos
2026 103 pontos 93 pontos
2027 104 pontos 94 pontos
2028 105 pontos 95 pontos
2029 106 pontos 96 pontos
2030 107 pontos 97 pontos
2031 108 pontos 98 pontos
2032 109 pontos 99 pontos
2033 105 pontos 100 pontos

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]