Quando atualizar o Cadastro Único? Descubra como fazer e garanta benefícios em 2024

Pontos-chave
  • A atualização do CadÚnico é obrigatória;
  • Quem não atualizar os dados dentro das regras pode ter seu benefício cessado;
  • Para descobrir se precisa realizar este procedimento, leia a matéria a seguir.

É obrigação do representante da família atualizar o Cadastro Único. Somente assim é que os governos federal, estadual e municipal conseguirão entender quais as necessidades daquele grupo familiar e assim inclui-los nas ações sociais. Quem quer manter os benefícios em 2024 deve fazer este processo.

Quando atualizar o Cadastro Único? Descubra como fazer e garanta benefícios em 2024
Quando atualizar o Cadastro Único? Descubra como fazer e garanta benefícios em 2024 (Imagem: FDR)

Existem situações que obrigam o titular a atualizar o Cadastro Único. Caso não cumpra com essa exigência e o governo perceba durante o cruzamento de dados que há informações incorretas, os benefícios sociais pagos em nome do titular serão cessados. Por isso esse processo é tão importante.

Ainda não há como realizar o procedimento de atualização de maneira online, o que o aplicativo do Meu CadÚnico disponibiliza é uma pré atualização ou confirmação de dados. Havendo qualquer alteração nas informações o titular do benefício precisa realizar a atualização de forma presencial. 

Para isso é preciso contar com os serviços do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social). A orientação é conferir se há necessidade de agendar horário para ser atendido antes de comparecer até o local. Devido a alta demanda, essas unidades têm preferido manter os atendimentos com hora marcada.

Quando é obrigatório atualizar o Cadastro Único?

Ainda no primeiro contato com a plataforma o titular do benefício e representante da família já recebe as orientações sobre quando precisará atualizar o Cadastro Único. Isso porque, o procedimento é obrigatório e caso não seja feito implica na principal consequência que é a suspensão do benefício recebido.

Vale lembrar que o CadÚnico não dá acesso direito a nenhum auxílio financeiro, como o Bolsa Família ou o vale-gás. O que ele faz é tornar os dados da família pobre disponíveis para que havendo disponibilidade de orçamento o governo inclua aquele grupo na lista de contemplados pelo programa.

Diante disso, é obrigatório atualizar os dados do Cadastro Único nas seguintes situações:

  • A família mudou de endereço (rua, bairro, cidade ou estado);
  • As crianças ou jovens na idade escolar mudaram de escola;
  • Vieram pessoas novas morar na casa;
  • Alguém da família mudou de emprego, conseguiu emprego fixo ou perdeu emprego;
  • Uma fonte de renda da família (ex.: pensão alimentícia) foi perdida;
  • Gravidez ou nascimento de um novo membro da família.

Como saber se preciso atualizar o Cadastro Único?

Além dos momentos listados a cima e que são considerados obrigatórios, há situações em que o governo federal ao passar um pente-fino nos benefícios sociais encontra alguma irregularidade. A partir disso, convoca o titular para atualizar o Cadastro Único, e assim evitar que o benefício seja suspenso.

Para saber se está nessa situação, monitorar seus dados e conferir o que foi registrado em seu nome, o cidadão pode fazer a consulta usando os seguintes canais:

  • Site do Cadastro Único – na opção “Consulta simples” informando dados pessoais, ou “Consulta completa” ao fazer login no Gov.br;
  • Meu App CadÚnico – necessário fazer login;
  • Ligando para o Ministério do Desenvolvimento Social – número 121;
  • Comparecendo até a unidade do CRAS.

O governo pode avisar sobre a necessidade de atualização de dados ao enviar uma SMS para o celular cadastrado, emitir mensagem no aplicativo ou no extrato bancário.

Como atualizar o Cadastro Único?

Para manter o pagamento dos benefícios sociais em 2024, ou para garantir que seja incluso em novas ações do governo, o cidadão precisa atualizar o Cadastro Único. O primeiro passo é entender se cumpre com algum dos requisitos que foram listados, como estar há mais de dois anos sem atualização.

Caso nada tenha mudado nos seus dados e a última atualização tenha sido recente, não há necessidade de fazer o procedimento de novo. Para aqueles que precisam do processo, porém, ele deve ser realizado da seguinte forma:

  • Compareça até a unidade do CRAS mais próxima;
  • Solicite a atualização de dados do Cadastro Único;
  • Responda ao questionário socioeconômico;
  • Apresente os documentos necessários;
  • Confirme.

Documentos necessários para atualizar o Cadastro Único

O governo federal recomenda que na atualização do CadÚnico sejam levados os seguintes documentos:

  • RG ou CPF de todos os membros da família;
  • Certidão de nascimento dos bebês e crianças;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de renda (para quem possuí).

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]