Cotas do PIS/PASEP de 1971 à 1988 estão disponíveis para consulta online

O prazo para saque das cotas do PIS/PASEP de 1971 à 1988 se encerrou no mês de agosto. As consultas online, no entanto, continuam disponíveis para que o trabalhador se prepare para a próxima rodada de pagamentos. 

Cotas do PIS/PASEP de 1971 à 1988 estão disponíveis para consulta online
Cotas do PIS/PASEP de 1971 à 1988 estão disponíveis para consulta online. (Imagem: FDR)

O saque das cotas do PIS/PASEP caracteriza-se em um processo rápido e prática, que pode ser feito diretamente de casa, sem precisar ir a uma agência bancária. Tudo que o trabalhador precisa ter em mãos é um celular com acesso à internet. 

De acordo com a regulamentação publicada no Diário Oficial da União (DOU), basta acessar o aplicativo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para ter acesso aos valores. O trabalhador que não efetuou o saque das cotas do PIS/PASEP dentro do prazo estipulado, perdeu o direito de acesso aos recursos por ora.

Agora, os valores foram transferidos do FGTS para o Tesouro Nacional. Em contrapartida, os interessados têm a oportunidade de solicitar a retirada dos valores à União em até cinco anos, contados a partir da data em que a quantia foi liberada. 

Abaixo é possível compreender a origem desses valores, bem como, verificar o passo a passo para a solicitação das cotas. Acompanhe!

O que são as cotas do PIS/PASEP?

O dinheiro esquecido nas cotas do PIS/PASESP provém de um saldo poupado entre 1971 e 1988. Na época, os empregadores depositavam as contribuições dos trabalhadores no antigo Fundo PIS/PASEP que, anos mais tarde, foi extinto e os recursos transferidos para o FGTS

Atualmente, todos os cidadãos com direito aos valores podem realizar o saque integral. O direito é concedido a cerca de 10,6 milhões de trabalhadores que prestaram serviços com carteira assinada através da iniciativa privada ou como servidor público. 

Lembrando que, em 2019 o Governo Federal autorizou o saque integral das cotas. Anteriormente, o dinheiro poderia ser obtido apenas em circunstâncias específicas, como em aposentadorias e doenças graves. 

A média das cotas do PIS/PASEP é de R$ 2,3 mil, embora o saldo individual a ser resgatado por cada indivíduo dependerá do tempo em que a pessoa trabalhou no prazo mencionado, bem como da remuneração obtida na época. 

Saques de até R$ 3 mil podem ser realizados em qualquer agência da Caixa Econômica, correspondentes Caixa Aqui ou Casas Lotéricas por todo o país. Para o procedimento, o trabalhador deve levar seu Cartão Cidadão e um documento original de identificação. Saques maiores que o valor indicado devem ser realizados nas agências com documentos originais do processo.

Solicitação das cotas do PIS/PASEP

O cotista pode solicitar o saque dos valores por meio do aplicativo FGTS ou do site da Caixa. O serviço está disponível na opção “Solicitar saque PIS/PASEP”, com opção de crédito em conta ou saque em espécie nas agências bancárias. Valores de até R$ 3 mil podem ser retirados usando o Cartão Cidadão.

No caso de resgate por dependentes, é necessária a apresentação de um documento que comprove o falecimento do participante do PIS/PASEP. O prazo para solicitar o saque das cotas vai até 1º de junho de 2025.

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.