SISU 2024: saiba como funcionará o sistema de cotas e inclusão nas universidades

Pontos-chave
  • SiSU realiza duas seleções ao ano
  • Programa oferece vagas em universidades públicas
  • Critérios incluem estudantes da rede particular

As inscrições para o SiSU 2024 devem ser abertas no primeiro trimestre do próximo ano. Programa usa a nota do ENEM para selecionar estudantes para universidades públicas. Veja quais são os requisitos e como funcionará o sistema de cotas no próximo ano.

SISU 2024: saiba como funcionará o sistema de cotas e inclusão nas universidades
SISU 2024: saiba como funcionará o sistema de cotas e inclusão nas universidades (Imagem: FDR)

Estudantes que fizerem o Exame Nacional do Ensino Médio terão a oportunidade de concorrer a vagas em cursos superiores. Entre as alternativas para uso da nota está o SiSU 2024. Com ele é possível ingressar em universidades públicas.

O programa é um dos mais concorridos, pois, as vagas são gratuitas e em universidades federais e estaduais reconhecidas pelo MEC.

Quem pode concorrer às vagas do SiSU 2024?

Os critérios são bem simples, podem concorrer às vagas:

  • Estudantes que participaram da última edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)
  • Tiveram nota na prova de redação maior do que zero
  • Não declararam estar na condição de treineiro ao se inscrever no Enem.

Além de atender a todos esses requisitos, quem já possui diploma de nível superior também pode concorrer.

Sistema de Cotas no SiSU 2024

Na última edição, de 2023, a distribuição das vagas oferecidas através do programa ficou da seguinte forma:

  • Ampla concorrência: podem participar todos os estudantes não há avaliação de renda
  • Lei de Cotas: cada universidade/instituto destina 50% das vagas para estudante que fizeram todo o ensino médio na rede pública de ensino. Dentro desse percentual são contemplados os seguintes grupos: pretos, pardos e indígenas, alunos de baixa renda e pessoas com deficiência.
  • Ações afirmativas: modalidade de cotas em que as universidades definem seus próprios critérios. Em algumas, parte das vagas são destinadas aos estudantes do estado, por exemplo.

O Senado tem discutido mudanças para o sistema de cotas, o que pode aumentar as chances dos estudantes, para saber mais, acesse nossa matéria sobre o tema.

SISU 2024: saiba como funcionará o sistema de cotas e inclusão nas universidades (Imagem: FDR)
SISU 2024: saiba como funcionará o sistema de cotas e inclusão nas universidades (Imagem: FDR)

Quem não pode participar do SiSU?

Os critérios de exclusão são poucos, não podem participar:

  • Estudantes que já ocupam vagas em universidades/institutos públicos
  • Quem já ocupa uma vaga no curso em que está concorrendo (será necessário escolher qual cursar)
  • Quem fez o ENEM como treineiro, ou seja, ainda não concluiu o ensino médio

Por outro lado, estudantes da rede particular de ensino podem concorrer às vagas do SiSU, desde que atendam aos demais requisitos.

O SiSU oferece vagas em cursos técnicos? Tipos de curso disponíveis

Não, o Sistema de Seleção Unificada não oferece vagas em cursos técnicos. Afinal, os cursos técnicos não são considerados de nível superior. Por outro lado, as instituições podem oferecer cursos nos seguintes níveis:

Licenciatura

Cursos voltados à formação de professores da educação básica. Entre as opções estão: letras, pedagogia, matemática, biologia, história, geografia, entre outros.

Bacharelado

Cursos generalistas, ou seja, formam profissionais para várias áreas. As formações podem ser cientificas ou humanísticas. Os formados nessa modalidade recebem o grau de bacharel.

Tecnológico

Formação que é muitas vezes confundida com os cursos técnicos. Mas, nela, os estudantes são formados em áreas científicas e tecnológicas.

Quem faz essa modalidade recebe o grau de tecnólogo.

Área Básica de Ingresso

Essa modalidade é oferecida apenas em algumas instituições.  Nela, o estudante começa o curso com uma base curricular comum e depois de concluí-la pode escolher entre duas ou mais formações.

Normalmente, esses cursos possuem diversas formações acadêmicas, como acontece com Letras. Nesse curso de licenciatura o estudante pode escolher seguir a área de literatura ou línguas, por exemplo.

Universidades que abandonaram o SiSU

Algumas universidades públicas decidiram deixar esse processo seletivo parar criar seus próprios, entre elas:

  • Universidade de São Paulo (USP)
  • Universidade de Brasília (UnB)
  • Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT)
  • Universidade Estadual do Tocantins (Unitins)
  • Universidade Federal de Rondônia (Unir)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia(IFRO)

O calendário do SiSU 2024 ainda deve ser divulgado pelo Ministério da Educação; a expectativa é de que continuem sendo realizados dois processos seletivos ao ano.

Jamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.