Cesta básica sofre importantes mudanças afetando o bolso dos brasileiros

A cesta básica brasileira está passando por uma importante mudança. Esta alteração vem englobando diversos estados brasileiros e isto será importante para o bolso de milhões de pessoas. Portanto, veja abaixo o que está acontecendo com a cesta básica no país.

Como se livrar das dívidas e ter mais dinheiro: listamos as principais DICAS para colocar em prática
Cesta básica sofre importantes mudanças afetando o bolso dos brasileiros (Imagem: FDR)

Levantamento realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) constatou que o preço da cesta básica caiu em 14 capitais do país. Os números desta pesquisa foram realizados na última quinta-feira, 05/10. Esta é uma grande notícia para os consumidores brasileiros.

Entre os itens que sofrerem queda, é fundamental citar às opções abaixo:

  • O preço da Carne bovina caiu em 14 capitais;
  • O Leite integral teve uma redução em 14 capitais;
  • O Feijão carioca teve uma redução em todos os estados estudados;

Qual vem sendo o preço da cesta básica no país?

O valor muda de estado para estado. Porém, o preço da cesta básica vem sendo reduzido quando é feito o levantamento anual. Até o momento, os maiores preços estão localizados no Sul/Sudeste, como Santa Catarina (R$ 747,64), Rio Grande do Sul (741,71), São Paulo (R$ 734,77) e Rio de Janeiro (R$ 719,92).

Já os menores valores estão encontrados em regiões do Nordeste, como é o caso de Recife (R$ 570,20), João Pessoa (R$ 562,60) e Aracaju (R$ 532,34). Estados como Ceará, Rio Grande do Norte e Sergipe registraram uma alta no valor cobrado em cestas básicas. 

Quem tem direito à cesta básica gratuita?

O governo federal garante um suporte alimentício para os brasileiros que vivem em situação de vulnerabilidade. Aos cidadãos que possuem até cinco membros no eixo familiar, recebem até três salários mínimos e estão inscritos no Cadastro Único. Veja algumas das profissões que estão aptas ao recebimento:

  • Ambulantes;
  • Bugueiros;
  • Despachantes documentalistas de trânsito;
  • Feirantes;
  • Guias turísticos;
  • Motoristas de aplicativos;
  • Mototaxistas;
  • Trabalhadores do transporte alternativo e escolar;
  • Taxistas.

Flávio Costa
Estudante de jornalismo, já atuou na área de assessoria política ao compor o time de comunicação da atual governadora do estado, durante sua campanha eleitoral. Anteriormente, cursou 2 anos no curso de relações internacionais, podendo ampliar sua visão no aspecto macro e micro do cenário nacional e internacional. Fluente em inglês, já atuou como professor de idiomas e também de matemática. Por fim, trabalhou ainda como analista de operações pelo grupo Amazon. Atualmente, dedica-se a universidade e ao portal FDR. Suas redes sociais são @flavioarcosta e [email protected].