Desenrola Brasil inicia nova fase com expectativa de movimentar R$ 79 bilhões

Uma nova fase do Desenrola Brasil teve início na última segunda-feira, 25. Criado pelo Governo Federal, o programa de renegociação de débitos chegou à etapa de leilões. A partir de agora, as empresas inscritas terão que anunciar o limite de desconto ofertado aos consumidores.

Desenrola Brasil inicia nova fase com expectativa de movimentar R$ 79 bilhões
Desenrola Brasil inicia nova fase com expectativa de movimentar R$ 79 bilhões. (Imagem: FDR)

O programa Desenrola Brasil oferece garantias aos participantes, priorizando descontos mais substanciais, buscando uma média de 58% de desconto mínimo. As negociações são realizadas em leilões agrupados por lotes, considerando diversos fatores como setor de atuação, valor e tempo das dívidas.

Na próxima etapa, prevista para a próxima semana, os consumidores poderão acessar o programa e verificar se suas dívidas estão incluídas e o desconto correspondente oferecido. Para isso, é necessário possuir uma conta gov.br.

O programa visa beneficiar cerca de 30 milhões de pessoas, possibilitando a renegociação de quase R$ 79 bilhões em dívidas, com limitações de até R$ 5 mil por dívida. O Desenrola Brasil tem como foco a renegociação de dívidas para o público da faixa 1. 

Este grupo inclui pessoas com renda de até R$ 2.640 ou que estão inscritas no Cadastro Único do governo federal (CadÚnico). Além disso, as dívidas negativadas até 31 de dezembro de 2022 deverão ser de até R$ 5 mil.

Dentro do escopo do programa, é possível renegociar diferentes tipos de dívidas, tanto bancárias quanto não bancárias. Isso engloba desde as instituições financeiras até contas de serviços essenciais como luz, água e telefone. Os pagamentos podem ser realizados com desconto e em um prazo de até 60 meses, com uma taxa de juros de até 1,99% ao mês.

Passo a passo da renegociação pelo Desenrola Brasil

Os interessados devem se inscrever no gov.br. Sem esse cadastro, não será possível acessar o sistema para realizar a renegociação. Veja o passo a passo:

  1. Acessar o portal www.gov.br
  2. Selecionar “Entrar com gov.br”
  3. Digitar o CPF e clicar em “Continuar” – nessa etapa é possível criar ou alterar a conta
  4. Preencher formulário com dados pessoais.

Alcançar o nível Prata pode ser feito de três maneiras. Através da:

  1. Validação facial pelo aplicativo GOV.BR para conferência da foto junto à Carteira de Habilitação (CNH)
  2. Validação dos dados pessoais via internet banking de um banco credenciado. As instituições financeiras credenciadas são: Banco do Brasil, Banrisul, Bradesco, Banco de Brasília, Caixa Econômica, Sicoob, Santander, Itaú, Agibank, Sicredi e Mercantil do Brasil, ou
  3. Validação dos dados com usuário e senha do Sistema de Gestão de Acesso (SIGEPE), caso seja um servidor público federal.

O nível Ouro é obtido por meio da:

  1. Validação facial pelo aplicativo GOV.BR para conferência da sua foto nas bases da Justiça Eleitoral, ou
  2. Pela validação dos seus dados com Certificado Digital compatível com ICP-Brasil.

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.