Cancelamento do Bolsa Família durante o atual calendário de pagamento pega os beneficiários de surpresa

O programa Bolsa Família enfrenta mudanças e ajustes que trazem más notícias para os beneficiários. Infelizmente, o calendário de setembro traz consigo a suspensão das parcelas para muitos participantes. 

Cancelamento do Bolsa Família durante o atual calendário de pagamento pega os beneficiários de surpresa
Cancelamento do Bolsa Família durante o atual calendário de pagamento pega os beneficiários de surpresa.
(Imagem: FDR)

No entanto, há uma esperança de recuperação do Bolsa Família, desde que dentro de um prazo determinado, caso contrário, a interrupção será permanente. É importante compreender a profundidade dessas alterações e buscar informações atualizadas sobre o assunto.

O programa Bolsa Família, considerado o maior programa de transferência de renda, passa por mudanças significativas em 2023. Com a inclusão de benefícios adicionais e um novo cálculo para determinar o valor recebido por cada família, o programa busca abranger um número cada vez maior de pessoas.

No entanto, para garantir a eficiência e evitar fraudes, as regras estão se tornando mais específicas. O Governo Federal tem anunciado constantemente cortes e, infelizmente, milhões de benefícios serão suspensos a partir de setembro, de forma permanente.

É importante acompanhar as atualizações e entender as novas diretrizes do programa, para que as famílias que realmente necessitam possam receber o apoio necessário.

Quem poderá ter o Bolsa Família cancelado?

Serão afetados pelos cortes do Bolsa Família em setembro:

  • Beneficiários que não atualizaram as informações no sistema do Cadastro Único, conhecido como CadÚnico;
  • Os que forem descobertos em situações de fraude;
  • Beneficiários que não cumpriram as regras de permanência (incluindo frequência escolar mínima, apresentação do cartão de vacinação atualizado e acompanhamento nutricional e gestacional).

É importante destacar que o programa Bolsa Família pode passar por diferentes estágios em relação aos benefícios concedidos. Esses estágios incluem a suspensão, o corte e o veto, cada um com significados distintos.

A suspensão ocorre quando o benefício é temporariamente interrompido para permitir uma nova avaliação da situação do beneficiário. Já o corte implica na interrupção imediata das parcelas, mas ainda há a possibilidade de recuperá-las mediante regularização da situação. 

Por fim, o veto é a etapa final, na qual não há mais chance de recuperar o benefício. É importante ressaltar que aqueles que passarem pela suspensão ou pelo veto ainda terão uma oportunidade de regularizar sua situação. 

Após a suspensão ou corte das parcelas, eles terão um prazo de 30 dias para apresentar os documentos necessários e regularizar sua situação junto ao Centro de Referência em Assistência Social (CRAS).

Após a regularização, o Governo Federal terá um prazo de até 60 dias para avaliar os documentos e decidir se os pagamentos serão retomados. Caso isso ocorra, os pagamentos retroativos também serão efetuados, garantindo a cobertura dos meses em que o benefício esteve suspenso ou cortado.

Calendário do Bolsa Família de setembro

  • NIS final 1: 18 de setembro;
  • NIS final 2: 19 de setembro;
  • NIS final 3: 20 de setembro;
  • NIS final 4: 21 de setembro;
  • NIS final 5: 22 de setembro;
  • NIS final 6: 25 de setembro;
  • NIS final 7: 26 de setembro;
  • NIS final 8: 27 de setembro;
  • NIS final 9: 28 de setembro;
  • NIS final 0: 29 de setembro.

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.