ATENÇÃO! MEI tem grande ALTERAÇÃO e empreendedores precisam ficar atentos

O Governo Federal fez uma importante atualização que afeta diretamente o empreendedor enquadrado como MEI. Mudança visa maior agilidade para os empreendedores de todos os segmentos. Confira o que foi alterado!

BNDES libera R$ 4,5 BILHÕES em empréstimos para
BNDES libera R$ 4,5 BILHÕES em empréstimos para
(Imagem: FDR)

Há alguns meses o Governo disponibiliza a nova versão da nota fiscal eletrônica para MEI. A emissão desse padrão nacional passará a ser obrigatória a partir do próximo dia 1º de setembro. Quem já utiliza esse serviço precisa ficar atento às atualizações que acabam de ser feitas.

“É importante relembrar que, de acordo com a Resolução do Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN) nº 169/22, a partir de 1º de setembro de 2023, todos os Microempreendedores Individuais prestadores de serviços estarão obrigados a emitir as notas fiscais de serviço no padrão nacional nas prestações de serviços a pessoas jurídicas”, afirma a Receita Federal.

Mudanças na NFS-e MEI

A primeira mudança é a possibilidade de se fazer o login com os dados cadastrados na plataforma GOV.BR. No entanto, apenas quem tem o selo prata ou ouro pode utilizar essa funcionalidade. Ao utilizar essa opção não é necessário criar uma senha ou preencher o formulário.

Outra modificação foi feita no emissor Web, ou seja, no site, onde agora está disponível a emissão simplificada da NFS-e pelos MEI.

Agora, os microempreendedores individuais poderão fazer a emissão do documento de forma mais simples.

Inserindo apenas três informações, semelhante ao formulário da versão Mobile.

A Receita Federal também fez atualizações que permitem que outros empreendedores acessem o sistema e façam a impressão de notas fiscais através desse sistema.

Ou seja, até mesmo quem não se enquadra como MEI poderá utilizar o sistema para emitir notas fiscais.

No aplicativo, os empreendedores poderão gerar o Documento Auxiliar da NFS-e (DANFSE) em formato PDF; além disso, o próprio sistema fará a transmissão do documento.

“Essas entregas fazem parte dos esforços da Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil para simplificar e facilitar o cumprimento de obrigações tributárias acessórias, em respeito ao contribuinte e ao princípio da eficiência da Administração Pública”, completa a Receita Federal.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Jamille NovaesJamille Novaes
Já atuei como professora de língua portuguesa e corretora textual. A produção de texto sempre foi minha paixão, foi na redação do FDR que me encontrei como profissional, por isso me dedico ao meu trabalho e, em busca de oferecer o meu melhor na produção de conteúdo do FDR tenho realizado cursos como o de UX Writing para Transformação Digital, Comunicação Digital e Data Jornalismo: Conceitos Introdutórios e o curso de Produção de Conteúdos Digitais.