CAPES anuncia importante alteração envolvendo bolsas

As bolsas da CAPES ajudam os estudantes de pós-graduação a se manterem durante o curso. Uma decisão publicada na última quarta-feira deve flexibilizar a remuneração desses estudantes; entenda melhor.

CAPES anuncia importante alteração envolvendo bolsas
CAPES anuncia importante alteração envolvendo bolsas (Imagem: FDR)

Até a última quarta-feira, 12, os estudantes de pós-graduação que recebiam bolsas da CAPES não podiam ter outra remuneração. Mas, isso vai mudar por causa de uma medida já publicada no Diário Oficial da União; a medida será aplicada a partir de outubro desse ano.

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) é uma fundação do Ministério da Educação. Ela é responsável pelo aperfeiçoamento de quem se forma no ensino superior.

Isso acontece através de cursos de metrado, doutorado e pós-doutorado com foco na pesquisa.

Acúmulo de bolsas da Capes e salário

Agora com a  Portaria nº 133/2023 os bolsistas poderão acumular o valor recebido da Capes com um salário. No entanto, não podem acumular bolsas do mesmo nível – mestrado doutorado ou pós-doutorado – oferecidas também por entidades federais.

“Esta Portaria regulamenta o acúmulo de bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado concedidas pela CAPES no País com atividade remunerada ou outros rendimentos”, afirma o texto.

A medida deve atrair mais estudantes para outras regiões, pois, agora eles poderão ter acesso a mais de uma bolsa. Afinal, com a nova regra, quem já está no mercado de trabalho poderá ser beneficiado por bolsas da CAPES.

 “As novas regras poderão atrair para a pós-graduação pessoas já inseridas no mercado de trabalho e, dessa forma, estabelecer novas conexões entre a academia e os demais setores da sociedade”, explica Mercedes Bustamante, presidente da entidade.

Além disso, as instituições de ensino superior agora têm mais autonomia para definir regras próprias para a concessão de bolsas.

A nova regra começa a ser aplicada a partir de 1º de outubro.

Até lá a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior e os programas de pós-graduação poderão se adaptar.

“este tempo vai garantir que os sistemas estejam preparados para permitir esse acúmulo, de modo que as novas regras fiquem disponíveis, de forma transparente, para nosso público-alvo”, comenta Adi Balbinot, diretor de Tecnologia da Informação da entidade.

Para saber mais sobre vagas de emprego, vestibulares e cursos, acompanhe a editoria de Carreiras do FDR.

Jamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.