Haddad está muito PREOCUPADO e você precisa entender o motivo

Nesta quinta, 4, o ministro da Fazenda do governo Lula, Fernando Haddad, emitiu sua opinião sobre uma importante decisão tomada pelo Banco Central. Haddad não gostou da decisão tomada e disse estar “preocupado”. Entenda.

Haddad está muito PREOCUPADO e você precisa entender o motivo
Haddad está muito PREOCUPADO e você precisa entender o motivo (Imagem: FDR)

Haddad criticou a decisão do Copom (Comitê de Politica Monetária) do Banco Central em manter a taxa básica de juros em 13,75% ao ano. A decisão sobre a Selic foi tomada na última reunião do comitê na quarta, 3.

Haddad critica decisão do Banco Central

O ministro disse ontem que ficou bastante preocupado com esta decisão. Ao longo dos primeiros meses do governo Lula, a Selic permaneceu em 13,75%, mas a taxa está nesse patamar desde setembro do ano passado.

“Da minha parte jamais haverá pressão política, no pejorativo, sobre um órgão público que tem a mesma legitimidade que eu tenho ao ser designado pelo presidente”, disse Haddad, segundo o UO. 

O presidente Lula também demonstra sua insatisfação com a taxa de juros desde o início de seu mandato e sempre defende a necessidade de reduzir a Selic, fala que vem sendo ignorada pelo Banco Central. 

O ministro reforçou que “faz 10 anos que esse país não cresce” e afirmou ainda que a taxa “importa à política fiscal, planejamento de longo prazo, reindustrialização, empresários que desejam vir ao Brasil”, segundo o UOL.

A decisão do Copom também foi criticada pelo vice-presidente Geraldo Alckmin. “Não é possível ter uma taxa Selic de 13,75%, o maior do mundo, não tendo inflação de demanda. Evidente que isso é problema”. As declarações de Haddad e de Alckmin foram dadas em um evento do Conselho de Desenvolvimento Econômico Social Sustentável.

Ambos defenderam que é necessária uma reforma tributária, assunto que o governo quer votar ainda neste semestre.

Vamos perseverar no diálogo com o Banco Central, com a sociedade, porque entendemos ser um tema muito importante e não se opõe o político ao técnico, há visões sobre como operar a política econômica que devem ser apreciadas pela sociedade, todo mundo é capaz de entender.”, disse Haddad, segundo o UOL.

O que disse o Copom

A decisão pela manutenção da Selic foi justificada pelo Copom. Foi dito que a inflação ao consumidor “segue acima do intervalo compatível com o cumprimento da meta”, segundo o UOL.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Paulo AmorimPaulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.