Sequestro do pix tem novo público como ‘alvo’ dos criminosos

O golpes envolvendo o PIX seguem sendo aplicados em todo o país. Um dos mais graves é o que inclui sequestro das vítimas. Agora, um novo grupo de pessoas se tornou o alvo dos criminosos  que praticam o sequestro do PIX. Entenda.

Sequestro do PIX tem novo alvo 

O alvo destes criminosos passou a ser os empresários e comerciantes. De acordo com a Polícia da Bahia, os criminosos estão migrando do sequestro-relâmpago para a extorsão mediante sequestro.

“Os criminosos vão para fazer o sequestro-relâmpago, mas, durante a ação, eles se deparam com uma das medidas de segurança das agências bancárias: hoje, há um limite de saques a partir das 20h. É aí que entra a extorsão mediante sequestros. Diante da situação de não poder realizar grandes saques, os bandidos ligam para as famílias e amigos das vítimas, que estão mantidas reféns, atrás de transferências de valores através do Pix”, disse ao Jornal Correio o delegado Adailton Adan, coordenador de Repressão a Extorsão Mediante Sequestro. 

Adailton, que coordena o núcleo de Repressão a Extorsão Mediante Sequestro do Draco, não rejeita a possibilidade de participação de servidores públicos em casos de extorsão através de sequestro. 

“Não descartamos o envolvimento de integrantes das forças de segurança (policiais, ex-policiais, policiais penais), além de agentes socioeducadores. O servidor público que acha que vai contar com a proteção da polícia, está enganado. Tivemos casos que conseguimos provar e prender”, afirmou ele ao Correio.

Em grande parte dos casos, a participação dos servidores está ligada ao perfil das vítimas. Algumas destas pessoas que são sequestradas possuem algum tipo de envolvimento com a criminalidade, por conta do volume de movimentação de dinheiro com o tráfico.

Como se proteger do sequestro do PIX

Em uma situação como esta, a vítima precisa obedecer as ordens dos bandidos para garantir a sua segurança. As autoridades precisam ser avisadas imediatamente e evite compartilhar dados com terceiros, a menos que a polícia tenha autorizado.

O Draco também preparou algumas outras dicas para as pessoas se protegerem do Sequestro do PIX:

  • Tente evitar  locais onde os sequestros-relâmpagos são comuns.
  • Caso esteja em área de risco, fique atento às notícias locais e siga as recomendações das autoridades.
  • Evite sair sozinho à noite e permaneça em grupo sempre que possível 
  • Evite falar sobre sua vida pessoal ou profissional com estranhos.

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.