Para ficar longe: Este foi o setor que mais fechou postos de trabalho no último ano

Diversos fatores fizeram com que os postos de trabalho nesse setor fossem reduzidos nos últimos tempos. Profissionais que estão em busca de uma oportunidade de emprego precisam ficar atentos as tendências. Siba que área é essa e o que motivou essa redução nas contratações.

Para ficar longe: Este foi o setor que mais fechou postos de trabalho no último ano
Para ficar longe: Este foi o setor que mais fechou postos de trabalho no último ano (Imagem: FDR)

Entre 2015 e 2022 um dos setores da economia reduziu bastante os postos de trabalho em todo o país, inclusive, no ano passado foi o setor que mais desempregou, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Profissionais que atuavam na área foram afetos por fatores como as novas legislações, entre outros.

Redução de postos de trabalho

Segundo pesquisa feita pela LCA Consultores, o número de vagas de emprego no setor de teleatendimento em 2022 foi o pior desde pelo menos 2007.

Foram fechados 35.583 postos de trabalho somente nesse segmento de atendimento pelo telefone ao público. Dentro desse segmento estão inseridos o atendimento a clientes por telefone, SAC, call center, contact center e telemarketing.

O setor vinha em uma ascendente, mas, a partir de 2015, começou a reduzir o número de profissionais atuantes ano após ano.

Para se ter uma noção, entre 2015 e 2022 foram fechados 66.567 postos de trabalho no setor de teleatendimento.

Em contrapartida, durante a pandemia, de 2020 a 2021, o setor apresentou um desempenho melhor gerando 49.151 postos de trabalho, reflexo da necessidade de manter o contato com o cliente em um contexto de isolamento social.

Para o Sindicato dos Trabalhadores em Telemarketing (Sintratel) a situação econômica, implantação do prefixo 0303 para o teleatendimento, a utilização de robôs para o atendimento e o bloquei de chamadas são fatores que levaram a essa situação.

“Tudo isso corroborou para o aumento de demissões no setor do teleatendimento, direta e indiretamente. Os maiores afetados são os operadores que estão na linha de frente do atendimento, à medida que se reduz o número de chamadas”, informa o sindicato.

Para saber mais sobre vagas de emprego, vestibulares e cursos, acompanhe a nossa editoria de Carreiras.

 

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Jamille NovaesJamille Novaes
Já atuei como professora de língua portuguesa e corretora textual. A produção de texto sempre foi minha paixão, foi na redação do FDR que me encontrei como profissional, por isso me dedico ao meu trabalho e, em busca de oferecer o meu melhor na produção de conteúdo do FDR tenho realizado cursos como o de UX Writing para Transformação Digital, Comunicação Digital e Data Jornalismo: Conceitos Introdutórios e o curso de Produção de Conteúdos Digitais.