Imposto de Renda 2023: milhares de brasileiros serão OBRIGADOS a declarar seguindo este calendário

A Receita Federal anunciou quando as declarações do Imposto de Renda 2023 devem ser enviadas nesse ano. Valem os rendimentos e gastos que foram contabilizados, e que precisam ser comprovados, sobre o ano de 2022. A expectativa é de que mais de 30 milhões de pessoas enviem o documento dentro do prazo. Algumas mudanças para a cobrança desse ano já foram anunciadas.

Imposto de Renda 2023: milhares de brasileiros serão OBRIGADOS a declarar seguindo este calendário
Imposto de Renda 2023: milhares de brasileiros serão OBRIGADOS a declarar seguindo este calendário (Imagem: Montagem/FDR)

A informação mais recente sobre o Imposto de Renda 2023 são os prazos para envio do documento. Outras informações, inclusive a respeito do programa de preenchimento da declaração, devem ser repassadas em coletiva de imprensa marcada para o dia 27 de fevereiro. Até lá, o que se sabe é que o portal será aberto para o envio do documento em 15 de março.

Quem habitualmente entrega a declaração do IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física) já deve se preparar. A orientação é de que reúnam documentos que comprovem os gastos e ganhos do último ano para que sejam anexados a declaração. Com a falta de atualização da isenção do imposto, quem tem rendimento mensal acima de R$ 1.903,98 será tributado.

Existe a expectativa de que em 1º de maio desse ano o governo atualize as faixas de cobrança do Imposto de Renda 2023. A ideia é que pessoas cujo ganho mensal seja de até dois salários mínimos não precisem contribuir para o imposto e nem enviar o documento de declaração.

Quem precisa declarar o Imposto de Renda 2023

Os grupos que terão de enviar a declaração do Imposto de Renda 2023 são os mesmos do ano passado. Por isso, quem já tem esse documento preenchido pode optar por revê-lo dentro do programa do IRPF 2023, e alterar as informações atualizando o que for necessário.

Qualquer mudança pode ser anunciada em 1º de maio desse ano, conforme informações de fontes ligadas ao governo de Luís Inácio Lula da Silva (PT).

Serão tributados:

  • quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ R$ 28.559,70 no ano, ou cerca de R$ 2.380 por mês, incluindo salários, aposentadorias, pensões e aluguéis;
  • quem recebeu rendimento isento, não tributável ou tributado exclusivamente na fonte acima de R$ 40 mil; isso inclui o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), seguro-desemprego, doações, heranças e PLR;
  • quem teve ganho de capital vendendo bens ou direitos sujeitos a pagamento do IR;
  • quem realizou operações na bolsa de valores;
  • quem tem bens ou direitos acima de R$ 300 mil em 31 de dezembro de 2022;
  • quem teve receita de atividade rural acima de R$ 142.798,50.

Calendário do Imposto de Renda 2023

Atenção aos prazos do Imposto de Renda 2023:

  • Início das entregas do IRPF: 15 de março;
  • Fim das entregas: 31 de maio;
  • Pagamento das restituições: de maio a setembro.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Lila CunhaLila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com