Antigos beneficiários do Bolsa Família precisam renovar seus cadastros? Entenda

Até dezembro de 2022 eram 21,6 milhões de famílias beneficiadas com o Auxílio Brasil. Boa parte delas já recebiam o Bolsa Família e foram transferidas para o programa criado pelo governo de Jair Bolsonaro (PL). Devido a identidade política que o Bolsa tem, o presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) já informou que ele será retomado. Agora, as famílias ficam em dúvida se continuam recebendo.

Antigos beneficiários do Bolsa Família precisam renovar seus cadastros? Entenda
Antigos beneficiários do Bolsa Família precisam renovar seus cadastros? Entenda (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

Desde o início de 2021 o governo Bolsonaro fez alterações no Bolsa Família. Quando o programa passou a se chamar Auxílio Brasil foram inclusas mais 4 milhões de famílias, saindo de 14,4 milhões e passando para 18 milhões. No fim do programa, em dezembro de 2022, o número de contemplados chegou a 21,6 milhões o que possivelmente será mantido nesse primeiro mês do ano.

Acontece que durante essa transição de programas, os antigos contemplados pelo Bolsa Família têm dúvidas sobre como ficam seus cadastros. O ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias, já informou que haverá uma revisão cadastral nos benefícios existentes excluindo quem não tem direito.

O ministro contou que em uma reunião com o presidente Lula foi descoberto que pelo menos 10 milhões de cadastros são fraudulentos. Entre eles, pessoas que recebem o Auxílio Brasil como famílias unipessoais, ou seja, compostas por uma única pessoa. Por conta disso, viu-se a necessidade de fazer a análise cadastral dos dados no Cadastro Único. 

Beneficiários do Bolsa Família precisam renovar cadastros?

De acordo com o ministro Wellington Dias, a análise cadastral vai perdurar pelo menos até fevereiro desse ano. Nesse período, devem ser convocados para o pente fino do Bolsa Família, devendo comparecer presencialmente ao CRAS, aqueles que:

  • Estão há dois anos com dados desatualizados no CadÚnico;
  • Ultrapassaram o limite de renda permitido;
  • Fazem parte de família unipessoais.

Apenas aqueles que forem convocados pelo poder público devem fazer a atualização de dados no Cadastro Único. Quem não for notificado, não precisa passar por nenhum procedimento para receber o benefício. As famílias serão transferidas automaticamente para o Bolsa Família, e devem receber o benefício normalmente pelo Caixa Tem.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Lila CunhaLila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com