Piso salarial do seguro-desemprego foi modificado pelo Governo Federal

Desde que o salário mínimo foi alterado pelo governo federal, o piso salarial do seguro-desemprego também foi alterado. Isso porque, nenhum benefício liberado pelo poder público pode ter quantia inferior ao salário federal, garantindo o poder de compra dos brasileiros. Diante disso, os valores liberados para o seguro-desemprego, e outros benefícios trabalhistas, acompanham o reajuste do piso no país.

Piso salarial do seguro-desemprego foi modificado pelo Governo Federal
Piso salarial do seguro-desemprego foi modificado pelo Governo Federal (Imagem: FDR)

O salário mínimo do país foi decretado ainda por Jair Bolsonaro (PL), em dezembro de 2022. Por meio de uma Medida Provisória o ex-presidente determinou que a partir de janeiro desse ano o valor passasse de R$ 1.212 para R$ 1.302. Com isso, o piso salarial do seguro-desemprego também mudou e passou a ser de R$ 1.302.

Existiu o interesse do governo de Luís Inácio Lula da Silva (PT) em aumentar essa quantia mínima para R$ 1.320. No entanto, com esse novo valor os técnicos da SOF (Secretaria de Orçamento Federal) emitiram um alerta de que, nesse novo contexto, o reajuste adicional teria impacto de mais R$ 7,7 bilhões nos cofres do governo. Além dos R$ 6,6 bilhões que já foram reservados no orçamento.

Por conta disso, até que o governo Lula altere o salário mínimo, vale o decreto feito por Bolsonaro. A partir disso, todos os pagamentos feitos a partir desse mês contarão já com o novo piso salarial do seguro-desemprego, tendo o valor reajustado.

SEGURO DESEMPREGO 2023: REGRAS ATUALIZADAS, COMO SOLICITAR ONLINE E VALOR DAS PARCELAS

Nova tabela do seguro-desemprego em 2023

O valor do seguro-desemprego é calculado com base na média dos três últimos salários recebidos antes da demissão. Nessa quantia são inclusos os bônus, comissões, horas extras, e etc. O mínimo a ser recebido em 2023 é de R$ 1.302,00, mas foi estabelecido também um teto para o benefício.

As faixas do benefício foram atualizadas pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) de 2022, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na última terça-feira (10), que apontou alta de 5,93%.

Com isso, a tabela do seguro-desemprego ficou da seguinte forma:

Por exemplo:

Lila CunhaLila Cunha
Formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) desde 2018. Já atuou em jornal impresso. Trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional. Especialista na produção de matérias sobre direitos e benefícios sociais. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com
Sair da versão mobile