Bolsa Família 2023: Consulte a lista dos documentos exigidos para validação do cadastro

Pontos-chave
  • Documentos devem ser apresentados no momento de inscrição ou pente fino no Bolsa Família;
  • A ideia é atualizar os dados dos membros da família vulnerável;
  • Será preciso ainda, passar por uma entrevista do CadÚnico.

Quem hoje recebe o Auxílio Brasil precisa ficar atento, isso porque, já foi anunciado e confirmado pelo ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias, que haverá um pente fino no Bolsa Família 2023. Isso significa que todos os 90 milhões de pessoas inscritas no Cadastro Único, sendo de 21,6 milhões de famílias contempladas no programa, deverão passar por uma análise de dados.

Bolsa Família 2023: Consulte a lista dos documentos exigidos para validação do cadastro
Bolsa Família 2023: Consulte a lista dos documentos exigidos para validação do cadastro (Imagem: FDR)

Além daqueles que passarão pelo processo de averiguação de dados no Bolsa Família 2023, quem pretende ser incluso pela primeira vez no programa também deve estar atento. Isso porque, uma série de documentos e informações pessoais são exigidos para que a inscrição no Cadastro Único seja validada e a participação no banco de dados seja efetivada.

O grupo que deve passar pelo pente fino, será convocado a se apresentar em uma unidade do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social). No local, documentos que comprovem que o cidadão cumpre com os requisitos de acesso ao benefício, deverão ser apresentados.

Na prática, tudo passa pelo Cadastro Único, por isso a orientação principal é nunca mentir ou omitir informações no momento de inscrição nesse banco de dados. A fim de manter a veracidade e ser mais facilmente reconhecido pelo governo federal no momento de seleção do Bolsa Família 2023.

Como se inscrever no Bolsa Família 2023

Não existe uma porta de entrada que dê acesso direito ao Bolsa Família. Isso significa que a seleção é feita por meio das informações compartilhada no CadÚnico, e uma notificação para o representante da família é emitida confirmando a entrada no programa.

Isso significa que estar no Cadastro não é confirmação direta de acesso ao Bolsa, porque é preciso, além de cumprir com as regras, haver espaço no orçamento público. Por isso, caso não seja aprovado logo na primeira vez que inscrever a família, a orientação é sempre manter os dados atualizados para novas oportunidades.

Diante disso, o processo de inscrição no Bolsa Família 2023 funciona assim:

  • Compareça até o CRAS mais próximo e solicita a inscrição da família;
  • Apresente pelo menos um documento de identificação pessoal de todos os membros da família;
  • Confirme os dados na entrevista e emita o número do NIS (Número de Identificação Social).

A orientação pública é aguardar pelo menos 45 dias a partir da inscrição para ter acesso aos benefícios sociais.

Documentos necessários para inscrição no Cadastro Único

O entrevistador não pode negar a inscrição no Cadastro Único mesmo que algum membro da família não tenha documento de identificação.

  • CPF ou Título de Eleitor do responsável pela família;
  • Para as demais pessoas da família é necessário, pelo menos, um desses documentos: Certidão de Nascimento; Certidão de Casamento; CPF; Carteira de Identidade (RG); Carteira de Trabalho; Título de Eleitor.

O que fazer se for convocado para o pente fino do Bolsa Família 2023

A convocação para o pente fino do Bolsa Família 2023 deve ser feito por meio do envio de notificação no endereço da família, por mensagem no Caixa Tem, aviso no extrato emitido no banco, ou por SMS.

Tendo sido chamado para o pente fino, o representante familiar deve seguir o passo:

  • Compareça até o CRAS mais próximo e informe que foi convocado pelo pente fino;
  • Apresente pelo menos um documento de identificação pessoal de todos os membros da família;
  • Confirme os dados na entrevista, e atualize as informações.

De acordo com o ministro do Desenvolvimento Social, devem ser chamados para comprovar as informações aqueles que compõem famílias unipessoais. Quer dizer, famílias compostas por uma única pessoa, já que cresceu consideravelmente o número de grupos nesta composição.

Documentos solicitados no pente fino do CadÚnico

  • CPF ou Título de Eleitor do responsável pela família;
  • Comprovante de residência;
  • Apresentação de comprovante de renda, caso algum membro tenha conseguido emprego formal;
  • Caderneta de vacinação das crianças;
  • Carteirinha de pré natal das gestantes;
  • Frequência escolar das crianças e adolescentes.

O que é perguntado na entrevista do CadÚnico

A ideia da entrevista do CadÚnico é conhecer como aquela família vive, por isso, o governo federal afirma que devem ser feitas perguntas como:

  • quem faz parte da família;
  • características do domicílio;
  • quais as despesas;
  • se há pessoas com deficiência na família;
  • grau de escolaridade dos integrantes;
  • características de trabalho e remuneração dos integrantes da família;
  • se a família é indígena, quilombola, etc.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Lila CunhaLila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com