BPC terá reajuste e pagará mais de R$ 1.300 a partir de janeiro

Pontos-chave
  • O valor do BPC vai depender da atualização do salário mínimo em 2023;
  • O pedido pelo benefício pode ser feito online;
  • O presidente Bolsonaro já editou uma MP com o valor do salário mínimo do próximo ano.

O pagamento do BPC (Benefício de Prestação Continuada) acompanha a evolução do salário mínimo no país. Nenhum idoso ou pessoa com deficiência de baixa renda que tem acesso ao benefício, pode receber menos que o piso federal. A ideia é que essas pessoas tenham a chance de possuir o mínimo de poder de compra, acompanhando a inflação nacional. Em 2023, as expectativas são de que o valor fique acima de R$ 1.300. 

BPC terá reajuste e pagará mais de R$ 1.300 a partir de janeiro
BPC terá reajuste e pagará mais de R$ 1.300 a partir de janeiro (Imagem: FDR)

De acordo com o Portal da Transparência, em outubro deste ano foram precisos mais de R$ 6,1 bilhões para o pagamento do BPC. Hoje, o valor a ser repassado para cada um dos beneficiados é de R$ 1.212, correspondendo ao atual salário mínimo. Esta é uma quantia fixa, isso significa que não é possível receber nem mais e nem menos do que o que foi estabelecido por lei.

Diante do último mês do ano, as expectativas para o pagamento do benefício do próximo ano crescem. É preciso um decreto do presidente da República, que a partir de 1° de janeiro de 2023 será Luís Inácio Lula da Silva (PT), para determinar quanto será pago dentro desse benefício e de outros que seguem o piso federal.

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) é o responsável por pagar o BPC para todas as famílias que cumprem com os requisitos. Não é necessário ser contribuinte da Previdência Social para receber o auxílio, porque se trata de um pagamento assistencial e não previdenciário.

Quem vai receber o BPC em 2023?

Algumas regras sobre o pagamento do BPC devem permanecer em 2023, principalmente sobre quem necessita da ajuda. É importante dizer que existe uma análise feita pelo INSS que vai conferir se o solicitante do benefício cumpre com todos os requisitos de acesso a ele.

Para receber a ajuda de até um salário mínimo por mês é preciso:

  • Estar inscrito no Cadastro Único;
  • Ter renda familiar de até 1/4 do salário mínimo por pessoa;
  • Ser idoso com mais de 65 anos; ou
  • Ser pessoa com deficiência independente da idade.

As pessoas com deficiência precisarão comprovar a sua incapacidade por meio de laudos médicos e/ou perícia.

Valor liberado no BPC em 2023

Quando o decreto presidencial for publicado com o valor do salário mínimo de 2023, ele vai indicar o mínimo e o máximo a ser pago pelo INSS para pensões e aposentadorias. O valor do BPC está dentro da categoria de mínimo, isso é, esse grupo recebe o piso da Previdência Social que acompanha o salário federal.

O teto do INSS é liberado para demais trabalhadores que contribuíram com grandes quantias. Nos dois casos a inflação de 2022 vai influenciar as quantias, tanto que o salário mínimo só deve ser definido por completo no início de janeiro quando o cálculo puder ser feito.

A princípio, o presidente Jair Bolsonaro (PL) já editou uma Medida Provisória (MP) que estabeleceu o seguinte valor para o salário mínimo de 2023:

  • Salário mínimo (BPC e piso do INSS): R$ 1.302,00.

Esse valor ainda pode ser modificado, caso Lula e sua equipe apliquem uma nova valorização. Existem expectativas de que a quantia fique em R$ 1.320 no próximo ano, caso o governo consiga espaço no orçamento.

Como pedir o BPC

Os interessados em receber R$ 1.302 no próximo ano, sem ter contribuído ao INSS, mas usando o BPC, deve fazer o seu pedido. O prazo de resposta varia, existe um limite de 90 dias, mas esse período pode variar para mais ou para menos, a depender da demanda de atendimento da Previdência Social.

Para encaminhar seu pedido, os interessados podem usar os canais online do INSS, dessa forma:

  • Acesse o Meu INSS e faça login;
  • Selecione “Novo requerimento” e busque por “BPC”;
  • Assinale se cumpre com todos os requisitos e avance etapas;
  • Encaminhe os documentos solicitados para comprovar que tem direito ao benefício.

Antes de fazer o pedido pelo INSS, o cidadão precisa estar inscrito no Cadastro Único, emitindo um número de NIS (Número de Identificação Social). Caso contrário, a sua solicitação não será atendida devido ao descumprimento de renda.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Lila CunhaLila Cunha
Formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) desde 2018. Já atuou em jornal impresso. Trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional. Especialista na produção de matérias sobre direitos e benefícios sociais. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com