PIS/PASEP: PARCELA de R$ 1.212 está DISPONÍVEL para SAQUE até o FIM DO ANO; confira

Os trabalhadores têm um novo prazo para resgatar a parcela de R$ 1.212 do PIS/PASEP. O Governo Federal autorizou o saque do abono salarial até o fim do ano. 

publicidade
Pagamento do PIS/PASEP PIS Por crédito em conta, quando o trabalhador possui conta corrente, poupança ou Poupança Social Digital; Nos caixas eletrônicos, nas Casas Lotéricas e nos Correspondentes CAIXA Aqui utilizando o Cartão do Cidadão; Em agência da CAIXA, apresentando o número do PIS e um documento oficial de identificação. Pasep Os pagamentos do abono salarial são realizados com crédito em conta para os correntistas e poupadores do BB; Os correntistas das demais instituições financeiras podem encaminhar TED para conta de sua titularidade via TAA ou WEB; Os demais podem efetuar o saque em agências do Banco do Brasil, mediante a apresentação de um documento oficial de identificação.
PIS/PASEP: PARCELA de R$ 1.212 está DISPONÍVEL para SAQUE até o FIM DO ANO; confira. (Imagem: FDR)

O saque disponível se refere ao PIS/PASEP ano-base 2020, que ainda soma R$ 428,4 milhões nos bancos para serem resgatados. O montante equivale a 400 mil trabalhadores que ainda não se atentaram ao resgate do benefício. 

Após um período suspenso, o calendário do PIS/PASEP voltou a vigorar entre fevereiro e março deste ano. Para acessar os valores, basta entrar em contato com o banco responsável pelos pagamentos.

publicidade

Os saques do PIS/PASEP de 2020 ficarão disponíveis até o dia 29 de dezembro de 2022. Lembrando que a Caixa Econômica gerencia o PIS, e o Banco do Brasil administra o PASEP. O primeiro é voltado a funcionários de empresas privadas e o segundo a servidores públicos. 

Quem tem direito ao PIS/PASEP?

Para ter direito ao PIS/PASEP esquecido, o trabalhador precisa constatar o direito ao abono salarial que foi liberado em 2019. Em todo o caso, as regras de elegibilidade não foram alteradas nos últimos anos. Sendo assim, é preciso estar de acordo com os seguintes critérios:

  1. Estar inscrito nos programas do PIS/PASEP há, pelo menos, cinco anos; 
  2. Ter trabalhado com carteira assinada por, pelo menos, 30 dias consecutivos ou não; 
  3. Ter recebido até dois salários mínimos;
  4. Ter os dados trabalhistas devidamente informados e atualizados na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). 

Como consultar o PIS/PASEP?

Os trabalhadores na dúvida sobre o direito aos valores esquecidos no PIS/PASEP podem fazer a consulta da elegibilidade ligando no telefone 158 ou pelo aplicativo da Carteira de Trabalho Digital. Mas vale ressaltar que, se o trabalhador já possui o aplicativo instalado no aparelho celular, a recomendação é para que se faça uma atualização. 

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

O Ministério do Trabalho e da Previdência aproveitou para destacar a importância de não confundir o saldo de R$ 208 milhões distribuídos por meio do abono salarial esquecido com o sistema recém criado de Valores a Receber criado pelo Banco Central (BC). Este, em específico, atende quantias “abandonadas” em contas bancárias.

Pagamento do PIS/PASEP

PIS

  • Por crédito em conta, quando o trabalhador possui conta corrente, poupança ou Poupança Social Digital;
  • Nos caixas eletrônicos, nas Casas Lotéricas e nos Correspondentes CAIXA Aqui utilizando o Cartão do Cidadão;
  • Em agência da CAIXA, apresentando o número do PIS e um documento oficial de identificação.

Pasep

  • Os pagamentos do abono salarial são realizados com crédito em conta para os correntistas e poupadores do BB;
  • Os correntistas das demais instituições financeiras podem encaminhar TED para conta de sua titularidade via TAA ou WEB;
  • Os demais podem efetuar o saque em agências do Banco do Brasil, mediante a apresentação de um documento oficial de identificação.
publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.