AUXÍLIO BRASIL R$ 600 e VALE GÁS de R$ 120: Governo divulga NOVAS REGRAS; veja o que MUDOU

As novas regras do Auxílio Brasil de R$ 600 e Vale Gás de R$ 120 foram regulamentadas através de uma portaria publicada pelo Ministério da Cidadania no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (20). Os cidadãos que desejam ser incluídos ou manter os pagamentos devem se atentar aos novos critérios a serem cumpridos. 

publicidade
AUXÍLIO BRASIL R$ 600 e VALE GÁS de R$ 120: governo divulga NOVAS REGRAS; veja o que MUDOU
AUXÍLIO BRASIL R$ 600 e VALE GÁS de R$ 120: governo divulga NOVAS REGRAS; veja o que MUDOU. (Imagem: Montagem/FDR)

A portaria assinada pelo ministro da Cidadania, Ronaldo Vieira Bento, estabelece o Auxílio Brasil de R$ 600 e Vale Gás de R$ 120 pagos de agosto a dezembro. Os aumentos serão de R$ 200 para o substituto do Bolsa Família e 50% para a ajuda no gás de cozinha de 13 quilos. 

“A família beneficiária do Programa Auxílio Brasil receberá o benefício complementar na data prevista no calendário de pagamentos do referido programa, para as referências de agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro de 2022”, especifica a portaria.

publicidade

Os pagamentos do Auxílio Brasil de R$ 600 e Vale Gás de R$ 120 continuam sendo liberados pelos canais tradicionais, como o saque pelo cartão do Auxílio Brasil, Casas Lotéricas, transferência bancária no aplicativo Caixa Tem ou contas bancárias em outras agências. Entretanto, o governo estuda a possibilidade de alterar o período de depósitos.

O Governo Federal estuda antecipar o pagamento do Auxílio Brasil de R$ 600 e Vale Gás de R$ 120 para a primeira quinzena de cada mês, de modo que os depósitos se iniciem por volta do dia 9 de agosto. A possibilidade visa a unificação de todos os pagamentos previstos pela Proposta de Emenda à Constituição – PEC dos Benefícios. São eles:

  • Auxílio Brasil de R$ 600;
  • Vale Gás de R$ 120;
  • Auxílio Caminhoneiro de R$ 1 mil;
  • Auxílio Taxista de R$ 1 mil;

Auxílio Brasil de R$ 600

É importante explicar que o aumento de R$ 200 no Auxílio Brasil de R$ 600 terá caráter complementar em relação aos benefícios previstos na lei que institui o programa. É o caso do Benefício Primeira Infância, Composição Familiar, de Superação da Extrema Pobreza e Compensatório de Transição

O mesmo vale para o Benefício Extraordinário, transformado em permanente pela Lei nº 14.342 em maio deste ano, fixando a parcela mínima de R$ 400. Independentemente do valor, é preciso cumprir as regras do programa.

A elegibilidade é distribuída em dois grupos, o primeiro formado por pessoas em situação de extrema pobreza, cuja renda familiar per capita chega a R$ 105. O segundo consiste nas pessoas em situação de pobreza com renda familiar per capita entre R$ 105,01 a R$ 210

publicidade

Há três possibilidades para recebimento do Auxílio Brasil:

  • Se já tinha o Bolsa Família: Auxílio Brasil será pago automaticamente;
  • Se está no CadÚnico, mas não recebia o Bolsa Família: vai para a lista de reserva;
  • Se não está no CadÚnico, é preciso buscar um Cras para registro, sem garantia de receber.

É extremamente importante lembrar que a família deve ser composta por algum desses componentes:

publicidade
  • Crianças;
  • Gestantes;
  • Mães que ainda estão em processo de amamentação;
  • Adolescentes;
  • Jovens entre 0 a 21 anos incompletos.

Vale Gás de R$ 120

A portaria também estabelece o acréscimo no pagamento do Vale Gás de R$ 120 para quase seis milhões de brasileiros. O acréscimo será de 100% da média nacional do preço do botijão de gás.

As famílias receberão o bônus nos meses de agosto, outubro e dezembro. Assim como no Auxílio Brasil, o benefício pode ser recebido pelos mesmos canais já utilizados pelos beneficiários.

publicidade

Podem receber o Vale Gás os cidadãos que:

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

  • Ter inscrição ativa no Cadastro Único (Cadúnico);
  • Possuir renda familiar per capita de até meio salário mínimo (R$ 606); OU
  • Ter renda familiar total igual ou inferior a três salários mínimos;
  • Recebe também, famílias com renda superior a três salários mínimos, desde que estejam incluídas em programas de transferência de renda implementados pelas três esferas de governo;
  • Por fim, ter entre os membros da família pessoa que recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas).

Contudo, é importante lembrar que o alcance do programa é limitado. Sendo assim,  foi liberado algumas regras de prioridade, sendo para:

publicidade
  • Famílias com cadastro atualizado no Cadúnico, nos últimos dois anos;
  • Com menor renda;
  • Que tenham maior quantidade de integrantes;
  • Famílias contempladas pelo Auxílio Brasil;
  • Com cadastro qualificado pelo gestor através do uso das informações da averiguação (se disponíveis).

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.