Aprovado: AUXÍLIO CAMINHONEIRO de R$ 1 mil será concedido em 5 parcelas

A Câmara dos Deputados aprovou o Auxílio Caminhoneiro de R$ 1 mil. O benefício faz parte da PEC 01/22 que prevê o pagamento de cinco parcelas até o final de 2022 para milhões de beneficiários. 

publicidade
Aprovado: AUXÍLIO CAMINHONEIRO de R$ 1 mil será concedido em 5 parcelas
Aprovado: AUXÍLIO CAMINHONEIRO de R$ 1 mil será concedido em 5 parcelas. (Imagem: FDR)

O modo como o Auxílio Caminhoneiro de R$ 1 mil será pago ainda não foi estruturado. De toda forma, a estimativa feita pelo Governo Federal é de que cerca de 900 mil caminhoneiros recebam a transferência de renda. 

De acordo com a Proposta de Emenda à Constituição – PEC 15/22, o Auxílio Caminhoneiro de R$ 1 mil será pago em cinco parcelas com duração entre agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro de 2022. Os profissionais da área que desejam recebê-lo precisarão estar cadastrados no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Carga (RNTRC)

publicidade

E não é só isso, a elegibilidade ao programa ainda requer a inscrição como Transportador Autônomo de Carga (TAC), até 31 maio de 2022. Portanto, os caminhoneiros incluídos no sistema após essa data não serão habilitados para o recebimento do Auxílio Caminhoneiro de R$ 1 mil

O investimento do governo no Auxílio Caminhoneiro de R$ 1 mil será de R$ 5,4 bilhões. A concessão é exclusiva para transportadores autônomos, independentemente do número de veículos que possuam. Além do que, não será necessário comprovar a compra do óleo diesel no período de vigência do programa. 

Incentivo para o Auxílio Caminhoneiro de R$ 1 mil 

O Auxílio Caminhoneiro de R$ 1 mil é apenas um capítulo de uma verdadeira novela envolvendo o Governo Federal e os caminhoneiros. Tudo começou com os reajustes frequentes e excessivos da Petrobras nos preços dos combustíveis. 

Diante do gasto extremo na compra dos combustíveis usados pelos caminhoneiros a trabalho, a classe de trabalhadores começou a cobrar uma atitude do governo na tentativa de reduzir a cobrança. O Executivo Nacional, em contrapartida, alegava não ter o que fazer, pois a política de preços é particular da Petrobras

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Para tentar impedir um sentimento de insatisfação generalizada, que poderia levar até a uma greve, o Governo decidiu pagar um auxílio para os trabalhadores da área. A indicação inicial era de que o voucher faria repasses de R$ 400 mensais. No entanto, o valor gerou muitas críticas por parte dos caminhoneiros. Agora, a nova indicação já pacificada no texto da PEC é de depósitos de R$ 1 mil até o final do ano.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.