GASOLINA: preço dos combustíveis volta a cair nos postos de todo o país

O preço dos combustíveis continua a cair nos postos. A gasolina, o diesel e o etanol apresentaram um recuo na última semana. A queda é resultado da limitação na alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) entre 17% e 18%

publicidade
Gasolina: preço dos combustíveis volta a cair nos postos de todo o país
Gasolina: preço dos combustíveis volta a cair nos postos de todo o país. (Imagem: FDR)

Os dados sobre a queda nos preço dos combustíveis foram divulgados pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) na última sexta-feira (8). Os números são reflexo do corte no ICMS já adotado por 22 unidades federativas e o Distrito Federal (DF).

No levantamento da ANP é possível observar que o preço médio do litro da gasolina passou de R$ 7,127 para R$ 6,49. A redução foi de 8,98%. Em meio à queda no preço dos combustíveis, este é o menor preço médio registrado por litro desde outubro de 2021. Na época, a gasolina era vendida pelo mínimo de R$ 6,361 e máximo de R$ 8,52 nos postos.

publicidade

Enquanto isso, o preço médio do litro do diesel caiu de R$ 7,554 para R$ 7,52. A queda identificada foi de 0,40%. Destacando que o valor mais alto do diesel encontrado pela ANP durante a análise sobre o preço dos combustíveis foi de R$ 8,95

Voltando um mês atrás, o litro do diesel e da gasolina foi vendido a preços exorbitantes, batendo os recordes de apuração desde que a ANP começou a realizar o levantamento semanal do preço dos combustíveis em 2004. Assim, foi possível identificar que o valor médio do etanol apresentou uma baixa de 4,24%, passando de R$ 4,723 para R$ 4,52

Este é o menor preço médio cobrado pelo litro deste combustível desde de agosto de 2021 quando ele era vendido a R$ 4,497. Durante a pesquisa, a agência conseguiu encontrar uma oferta de etanol a R$ 7,89, sendo a cobrança mais cara até o momento. 

Análise da ANP sobre o preço dos combustíveis

Conforme mencionado, a ANP começou a fazer a análise semanal dos preços comercializados nos postos de todo o Brasil em 2004. Desde então, começou a divulgar valores com duas casas decimais, da mesma forma como eles devem ser exibidos nos postos de combustíveis seguindo a determinação da agência.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Somente em 2022, a agência já coletou dados em mais de cinco mil postos de combustíveis por todo o Brasil. Vale lembrar que o valor final dos preços dos combustíveis nas bombas não depende apenas da cobrança incidente nas refinarias, como também dos impostos, margens de lucro dos distribuidores e revendedores

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.