Auxílio Brasil de R$ 600: consegui um emprego, deixo de receber?

O Auxílio Brasil de R$ 600 pode se tornar uma realidade. A concessão do novo valor está condicionada à aprovação da PEC das bondades em segundo turno. Com a possibilidade de receber uma quantia elevada, surgem dúvidas quanto às regras de liberação. 

publicidade
Auxílio Brasil de R$ 600: consegui um emprego, deixo de receber?
Auxílio Brasil de R$ 600: consegui um emprego, deixo de receber? (Imagem: FDR)

Por exemplo, se o trabalhador que conseguiu um emprego com carteira assinada pode continuar recebendo o Auxílio Brasil de R$ 600. Após a edição da MP, um beneficiário que consegue um emprego com carteira assinada ou aumentar a renda trabalhando como autônomo, ultrapassando a linha de pobreza, pode continuar recebendo o benefício. 

Porém, os depósitos da transferência de renda nestes casos prevalecem somente pelo prazo de dois anos. Lembrando que as demais regras de elegibilidade do Auxílio Brasil de R$ 600 devem ser cumpridas à risca.

publicidade

Em contrapartida, a renda familiar por pessoa não pode superar em duas vezes e meia os R$ 210, ou seja, R$ 525. O Auxílio Brasil de R$ 600 é direcionado às famílias em situação de vulnerabilidade social que tenham em sua formação, gestantes, crianças e adolescentes

Quem pode receber o Auxílio Brasil?

A elegibilidade é distribuída em dois grupos, o primeiro formado por pessoas em situação de extrema pobreza, cuja renda familiar per capita chega a R$ 105. O segundo consiste nas pessoas em situação de pobreza com renda familiar per capita entre R$ 105,01 a R$ 210

Há três possibilidades para recebimento do Auxílio Brasil:

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

  • Se já tinha o Bolsa Família: Auxílio Brasil será pago automaticamente;
  • Se está no CadÚnico, mas não recebia o Bolsa Família: vai para a lista de reserva;
  • Se não está no CadÚnico, é preciso buscar um Cras para registro, sem garantia de receber.

É extremamente importante lembrar que a família deve ser composta por algum desses componentes:

  • Crianças;
  • Gestantes;
  • Mães que ainda estão em processo de amamentação;
  • Adolescentes;
  • Jovens entre 0 a 21 anos incompletos.
publicidade

Calendário do Auxílio Brasil em julho

  • NIS final 1 – dia 18 de julho;
  • NIS final 2 – dia 19 de julho;
  • NIS final 3 – dia 20 de julho;
  • NIS final 4 – dia 21 de julho;
  • NIS final 5 – dia 22 de julho;
  • NIS final 6 – dia 25 de julho;
  • NIS final 7 – dia 26 de julho;
  • NIS final 8 – dia 27 de julho;
  • NIS final 9 – dia 28 de julho;
  • NIS final 0 – dia 30 de julho.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.