Bitcoin tem o pior mês dos últimos 11 anos; confira o que especialistas dizem

Em junho, o bitcoin registrou queda de 37%. Essa foi a segunda maior desvalorização mensal desde a criptomoeda começou a circular, em 2009. Essa queda mensal foi melhor somente em relação a agosto de 2011, quando tinha recuado 38,6%.

publicidade
Bitcoin tem o pior mês dos últimos 11 anos; confira o que especialistas dizem
Bitcoin tem o pior mês dos últimos 11 anos; confira o que especialistas dizem (Imagem: Montagem/FDR)

No início de junho, o bitcoin era cotado a US$ 31 mil. Por volta da metade do mês, a criptomoeda recuou para US$ 17,7 mil. Apesar disso, a cripto registrou leve alta nos dias seguintes. Ela encerrou o sexto mês do ano por volta de US$ 19.209, conforme dados do agregador CoinGecko.

O bitcoin ainda registrou a pior perda trimestral em 11 anos. No início de abril, a criptomoeda estava sendo negociada a US$ 45 mil. Desde então, a moeda digital teve uma perda de 56,2%, segundo a plataforma de análise de criptomoedas Coinglass.

publicidade

Considerações de especialistas sobre a desvalorização do bitcoin

Ao CoinDesk, o presidente da companhia de investimento em criptomoedas Centurion & Co., Ali Kassab, a desvalorização do bitcoin aconteceu por diversos fatores.

Ele cita as políticas monetárias dos bancos centrais, as elevações da inflação — devido à pandemia de coronavírus — e prosseguimento da guerra na Ucrânia.

O executivo ainda alega que o valor do bitoin foi impactado por eventos negativos da indústria de criptomoedas, “do colapso da TerraUSD (UST) à liquidação da Three Arrows Capital e às demissões intermináveis”.

De qualquer modo, Kassab espera que, em julho, os investimentos institucionais “influenciem” a criptomoeda e desenvolvam “um melhor preço de desempenho”.

Outros traders consultados pelo CoinDesk, como Chris Terry, da plataforma de empréstimos SmartFi, preveem que, no curto prazo, o bitcoin será negociado em um intervalo muito estreito.

No começo desta semana, no fórum anual do Banco Central Europeu (BCE), os bancos centrais reforçaram as preocupações sobre elevações de taxas.

publicidade

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), Jerome Powell, reformou o compromisso da autoridade monetária em elevar os juros para diminuir a inflação.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Em meio a este cenário, alguns passaram a prever que o bitcoin ainda não chegou ao fundo. Apesar disso, também há aqueles que apresentam otimismo de que, possivelmente, a cripto se recupere — e registre novas máximas históricas.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.