Em ano eleitoral, governo lança Plano Safra com valor recorde

A expectativa era de que o governo lançasse um novo Plano Safra bem robusto, considerando o aumento de custos para o setor agrícola nos últimos meses. Os R$ 340,88 bilhões anunciados, no entanto, superaram as expectativas dos analistas e surpreenderam até os agricultores, que pediram R$ 330 bilhões ao governo.

publicidade

36% superior ao do Plano Safra encerrado agora, o novo orçamento é o maior da história do programa, que visa estimular a agricultura nacional com crédito para custeio, comercialização e investimento no campo. Ele surpreende por ocorrer em ano eleitoral, quando os recursos anunciados costumam ser menores.

Havia, inclusive, uma disputa nos bastidores, entre o ministro da Economia, Paulo Guedes, que tentava diminuir custos, sobretudo os subsídios, e o ministro da Agricultura, Marcos Montes, que defendia os interesses do agronegócio. Esse último parece ter vencido a briga.

Mas o valor anunciado é também um grande aceno de Bolsonaro para os produtores rurais, setor que apoia majoritariamente o presidente e que deve ser crucial no seu esforço de reeleição.

publicidade

Como funcionará o Plano Safra 2022/2023

Do total de R$ 340 bilhões, R$ 246,3 bilhões serão para custeio e comercialização (+39%) e R$ 96,4 bilhões serão para investimentos (+29%). Também houve um aumento de 18% nos recursos com juros controlados (fixados no momento da contratação), que foram a R$ 195,7 bilhões, e de 69% nos recursos com juros livres, que são agora R$ 145,18 bilhões.

Já o montante de recursos equalizados, que requer subsídios do governo cresceu 31%, indo a R$ 115,8 bilhões.

O Plano Safra 2022/2023 também contará com R$ 53,6 bilhões para a agricultura familiar, por meio do Pronaf, e R$ 287,3 bilhões para agricultores de médio porte, por meio do Pronamp.

Serão liberados, ainda, recursos para incentivar práticas agrícolas sustentáveis, por meio do Programa ABC (Agricultura de Baixo Carbono), que receberá R$ 6,19 bilhões.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Taxas de juros

As taxas de juros do novo Plano Safra serão maiores que os da edição anterior, embora não reflitam todo o aumento da Selic:

  • Pronaf: 5% ao ano para produção de alimentos e produtos da sociobiodiversidade e 6% ao ano para os demais produtos
  • Pronamp: 8% ao ano
  • Demais produtores e cooperativas: 12% ao ano
  • Plano ABC: 7% ao ano para ações de recomposição de reserva legal e áreas de proteção permanente e 8,5% para as demais
publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.