Títulos de inflação de longo prazo estão no radar de especialistas; entenda o que são e como investir

Pontos-chave
  • Alguns especialistas veem oportunidades em títulos públicos ligados à inflação;
  • Títulos públicos estão disponíveis na plataforma do Tesouro Direto;
  • O investimento pode ser realizado via instituições habilitadas.

Uma parte do mercado considera que o ciclo de alta da Selic deverá, em breve, finalizar. Diante disso, especialistas ouvidos pelo InfoMoney vêm observando mais atentamente para a porção, da curva de juros, mais distante. Alguns destes consideram atrativas as taxas de títulos públicos atrelados à inflação.

publicidade

O especialista em renda fixa da Blue3, Nicolas Giacometti, afirma que os preços dos títulos de longo prazo ligados à inflação são mais sensíveis ao risco. Por conta disso, estes variam com mais intensidade.

Desse modo, nesses investimentos, há a possibilidade de encontrar oportunidades de ganhos de capital em saídas antecipadas — antes do vencimento dos títulos.

Isso acontece porque os juros concedidos pelo título de renda fixa possuem uma relação inversa com o seu valor de negociação pelos investidores. Quando acontece uma diminuição das taxas, seu preço tende a aumentar. A situação oposta também ocorre.

publicidade

Mesmo que não seja de forma unânime, há expectativa de que a taxa de juros deixe de elevar nas próximas reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central. Também é esperado que a Selic, mais futuramente, passe a arrefecer.

Essa estimativa pode beneficiar o aumento dos valores dos papéis de inflação. De forma prática, por conta da chamada “marcação a mercado” dos títulos, alguns especialistas considerem que estes podem ter valorização.

Segundo Giacometti, nessa situação, títulos com vencimentos mais longos, como 2060, podem ser boas opção para alocação com essa finalidade. Como o vencimento nessa data não está disponível no Tesouro Direto, existe a opção de investir, por exemplo, no Tesouro IPCA+.

O especialista alega que outra opção é o investimento em título com vencimento 2035. Neste caso, parece ser atrativa a relação risco e retorno, segundo ele.

O que são os títulos de inflação de longo prazo

Em meio à escalada da inflação, os investimentos de renda fixa atrelados à inflação têm se tornado mais atrativos. Esta classe de ativos oferece variadas opções, apesar de haver riscos. Isso especialmente ao aplicar em vencimentos mais longos, segundo avaliação de analistas da XP.

Entre os títulos de renda fixa mais procurados para a proteção da carteira de investimentos contra a inflação, está o Tesouro IPCA+. Este é um título público do Tesouro Nacional, atrelado à inflação oficial do país, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

publicidade

Outras opções também consideradas pelos investidores, em momentos como esse, são os títulos privados e emissões bancárias atreladas à inflação oficial brasileira.

Essas aplicações, além de remunerarem a pessoa com a inflação registrada no período da aplicação, ainda existe uma parcela prefixada que adiciona um lucro considerável. Esse lucro relevante acontece, principalmente, quando o cidadão mantém esse título até sua data de vencimento.

Caso a inflação aumente no período, também subirá, proporcionalmente, a rentabilidade do título. Se acontecer na direção contrária, a pessoa não perderá tudo — pois ainda terá acesso à parcela prefixada do investimento.

publicidade
O investimento em título de inflação de longo prazo pode ser realizado diretamente pela internet
O investimento em título de inflação de longo prazo pode ser realizado diretamente pela internet (Imagem: Montagem/FDR)

Como investir em títulos de inflação de longo prazo

De modo geral, para investir em títulos de inflação de longo prazo — após escolher o investimento que ofereça essas condições —, o interessado precisará abrir conta em alguma plataforma que disponibilize a respectiva aplicação.

Para a abertura de conta, será necessário informar alguns dados pessoais solicitados pela instituição. Depois disso, a pessoa deve transferir dinheiro para essa conta. Este valor será usado para investir nesses títulos de inflação de longo prazo.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Por exemplo, para quem deseja aplicar em títulos públicos do Tesouro Direto, basta seguir esses passos:

  1. Simule o investimento: por meio da simulação, o interessado poderá encontrar o título público ideal;
  2. Efetue o cadastro: o cadastro do Tesouro Direto deve ser efetuado diretamente em bancos e corretoras habilitados;
  3. Transfira dinheiro: transfira o valor que gostaria de aplicar, da conta bancárias para a conta na instituição em que se cadastrou no Tesouro Direto;
  4. Inicie o investimento: o cidadão pode investir pela plataforma da instituição em que realizou o cadastro, pelo portal ou pelo aplicativo oficial do Tesouro Direto.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.