Brasileiros que precisam utilizar o Caixa Tem estão sem acesso a internet

Segundo a pesquisa TIC Domicílios, divulgada nesta semana, o número de famílias das classes B, C e D/E que possuem computadores teve queda entre 2019 e 2021. Boa parte dessas famílias são beneficiárias de programas sociais e, sem acesso a internet, não conseguem usar as ferramentas do Caixa Tem.

Brasileiros que precisam utilizar o Caixa Tem têm menos acesso a internet
Brasileiros que precisam utilizar o Caixa Tem estão sem acesso a internet (Imagem: FDR)

O Caixa Tem foi criado em 2020, durante a pandemia, para o repasse das parcelas do Auxílio emergencial. Com o sucesso da ferramenta, o app, assim como a conta Poupança Social, continuou sendo usada. Assim, hoje outros benefícios, como o Auxílio Brasil são depositados na conta e podem ser movimentados no aplicativo criado pela Caixa Econômica Federal.

A maior parte dos usuários são de famílias em situação de vulnerabilidade social, ou seja, que possuem um rendimento mensal de até três salários mínimos. Esse grupo compõe as classes D/E. Além disso, a conta Poupança Social foi utilizada para o pagamento de outros benefícios sociais destinados às classes B e C. 

(13) AUXÍLIO BRASIL JUNHO: CALENDÁRIO COMPLETO, MUDANÇAS, NOVO VALOR E VALE GÁS – YouTube

De acordo com a pesquisa sobre o uso das Tecnologias de Informação e Comunicação nos Domicílios brasileiros, a proporção de casas das classes B a E com computadores teve queda. Os dados foram coletados pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br).

A pesquisa mostra os resultados obtidos entre 2019 e 2021. Entre as classes D/E a proporção caiu de 14% para 10%. Na classe B, a proporção baixou de 85% para 83%. Já na classe C, o percentual foi de 44% para 41%. Em contrapartida, as residências da classe A com computadores cresceram de 95% para 99%.

Caixa Tem

Para usar o Caixa Tem é preciso baixar o aplicativo no celular ou tablet com sistema Android ou iOS. Na plataforma é possível receber e mandar dinheiro via Pix ou transferências para qualquer instituição bancária gratuitamente. Os limites são: R$ 600 por transferência, com limite diário de R$ 1.200 e mensal de R$ 5 mil.

Além disso, como qualquer outro app de banco é possível poupar, pagar contas, fazer recarga de celular, contratar seguro, pagar na maquininha e fazer empréstimos. Por fim, com o cartão de débito virtual, você pode fazer compras pela internet. Tudo isso só está disponível para aparelhos com acesso à internet.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.