Banco Inter tem ações negociadas nos EUA; confira como ficaram as cotações na estreia

Nesta segunda-feira (20), começaram a ser negociados os BDRs (recibos de ações) da holding do Banco Inter (Inter&Co) na bolsa de valores brasileira, a B3. Isso acontece diante da reorganização societária que resultou na migração das ações da fintech para a bolsa americana Nasdaq.

Banco Inter tem ações negociadas nos EUA; confira como ficaram as cotações na estreia
Banco Inter tem ações negociadas nos EUA; confira como ficaram as cotações na estreia (Imagem: Montagem/FDR)

Na bolsa de valores brasileira, as ações do Banco Inter (BIDI3, BIDI4 e BIDI11) tiveram o último dia de negociação na última sexta-feira (17). Os papéis BIDI11 registraram queda de 1,42% no pregão.

Já nesta segunda-feira, os BDRs do Inter passaram a ser negociados na B3 com o código INBR31. Apesar de iniciarem em queda, os recibos de ações encerraram a sessão em alta de 1,92%, a R$ 21,20.

Cronograma de reorganização societária do Banco Inter

Segundo o cronograma de reorganização societária, a partir desta quarta-feira (22), os acionistas podem solicitar o desfazimento dos BDRs para ficarem com as ações da holding do Banco Inter — que serão negociadas na bolsa americana.

Também nessa data, os BDRs estarão presentes nos extratos dos acionistas, e quando as frações de ações serão apuradas.

Já nesta quinta-feira (23), para os acionistas que pedirem o desfazimento de BDRs, deve acontecer a entrega das ações Classe A da holding.

Também nesta quinta, está prevista a estreia dos papéis Classe A do Banco Inter&Co na Nasdaq. Esta é uma das principais bolsas de valores do mundo, situada em Nova York. Essa bolsa tem especialidade em listar grandes companhias do setor de tecnologia.

Para cada seis ações preferenciais e/ou seis ordinárias do Inter, o acionista recebe um BDR. Já para cada duas units, a pessoa também recebe um recibo de ação.

Segundo o Banco Inter, durante os primeiros 30 dias de negociação dos recibos de ações na bolsa brasileira, a fintech subsidiará todas as taxas relativas a essa conversão. Depois desse período, o acionista deverá se responsabilizar pelos custos.

Os acionistas que detinham as ações até 15 de abril — quando foi anunciada a operação —, que decidiram não ficar com os ativos da holding, tiveram até o dia 20 de maio para decidir receber sua parte em dinheiro (opção “cash-out”).

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.