Auxílio Brasil e Vale Gás: novo grupo recebe parcela reajustada nesta terça-feira

Um novo grupo de beneficiários recebe o Auxílio Brasil e Vale Gás nesta terça-feira (21). Hoje é a vez das famílias cujo dígito final do Número de Identificação Social (NIS) do representante termina em 3

Auxílio Brasil e Vale Gás: novo grupo recebe parcela reajustada nesta terça-feira
Auxílio Brasil e Vale Gás: novo grupo recebe parcela reajustada nesta terça-feira.
(Imagem: FDR)

Destacando que o Governo Federal organizou o calendário do Auxílio Brasil e Vale Gás de modo a liberar os depósitos seguindo a ordem do último dígito do NIS, começando por 1 e terminando em 0. Durante este mês, os beneficiários já terão direito a receber os valores reajustados. 

Em junho o Auxílio Brasil e Vale Gás pagarão as mensalidades de R$ 400 (no mínimo) e R$ 53, respectivamente. Antes, os valores eram depositados exclusivamente na conta poupança social digital do Caixa Tem

Porém, uma mudança recente feita pelo Governo Federal permite que o beneficiário escolha o modo de recebimento dos benefícios. Agora, será possível optar pelo recebimento em bancos privados caso possua conta corrente ou poupança em algum deles. 

Beneficiário pode aumentar o valor do Auxílio Brasil e Vale Gás

A mensalidade paga a cada família beneficiária do Auxílio Brasil e Vale Gás é calculada com base na soma dos abonos complementares. Lembrando que o programa é composto não apenas por um, mas quase dez benefícios secundários. Podem haver variações de acordo com a composição do núcleo familiar. 

Veja a seguir a relação de benefícios complementares no caso exclusivo do Auxílio Brasil:

  • Benefício Primeira Infância: pago a famílias com crianças de 0 a 36 meses incompletos – R$ 130 por integrante (limitado a 5 benefícios);
  • Benefício Composição Familiar: pago a famílias com gestantes ou com integrantes de três a 21 anos incompletos – R$ 65 por integrante (limitado a 5 benefícios);
  • Benefício de Superação da Extrema Pobreza: pago a famílias com renda mensal por pessoa igual ou inferior ao valor da linha de extrema pobreza (até R$ 100) – Valor calculado individualmente para cada família;
  • Auxílio Esporte Escolar: pago a estudantes (entre 12 e 18 anos incompletos) que se destacarem nos Jogos Escolares Brasileiros – R$ 100 + parcela única de R$ 1 mil;
  • Bolsa de Iniciação Científica Júnior – pago a estudantes que se destacarem em competições acadêmicas e científicas nacionais – R$ 100 + parcela única de R$ 1 mil;
  • Auxílio Criança Cidadã: pago a famílias com criança de 0 a 48 meses incompletos, que não conseguirem vagas em creches públicas ou conveniadas – R$ 200 (turno parcial) e R$ 300 (turno integral);
  • Auxílio Inclusão Produtiva Rural: pago a agricultores familiares inscritos no Cadastro Único – R$ 200 por família;
  • Auxílio Inclusão Produtiva Urbana: pago a beneficiários do Auxílio Brasil que comprovarem vínculo de emprego formal – R$ 200 por família;
  • Benefício Compensatório de Transição: pago a famílias beneficiárias do Bolsa Família que tiverem redução no valor recebido – Valor calculado individualmente para cada família.

O que é preciso para receber o Auxílio Brasil e Vale Gás?

O Auxílio Brasil é direcionado às famílias em situação de vulnerabilidade social que tenham em sua formação, gestantes, crianças e adolescentes. A elegibilidade é distribuída em dois grupos, o primeiro formado por pessoas em situação de extrema pobreza, cuja renda familiar per capita chega a R$ 105.

O segundo consiste nas pessoas em situação de pobreza com renda familiar per capita entre R$ 105,01 a R$ 210Há três possibilidades para recebimento do Auxílio Brasil:

  • Se já tinha o Bolsa Família: Auxílio Brasil será pago automaticamente;
  • Se está no CadÚnico, mas não recebia o Bolsa Família: vai para a lista de reserva;
  • Se não está no CadÚnico, é preciso buscar um Cras para registro, sem garantia de receber.

Já o Vale Gás é voltado a quem cumprir estas normas:

  • Ter inscrição ativa no Cadastro Único (Cadúnico);
  • Possuir renda familiar per capita de até meio salário mínimo (R$ 606); OU
  • Ter renda familiar total igual ou inferior a três salários mínimos;
  • Recebe também, famílias com renda superior a três salários mínimos, desde que estejam incluídas em programas de transferência de renda implementados pelas três esferas de governo;
  • Por fim, ter entre os membros da família pessoa que recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas).

Contudo, é importante lembrar que o alcance do programa é limitado. Sendo assim,  foi liberado algumas regras de prioridade, sendo para:

  • Famílias com cadastro atualizado no Cadúnico, nos últimos dois anos;
  • Com menor renda;
  • Que tenham maior quantidade de integrantes;
  • Famílias contempladas pelo Auxílio Brasil;
  • Com cadastro qualificado pelo gestor através do uso das informações da averiguação (se disponíveis).

Calendário do Auxílio Brasil e Vale Gás em junho

  • NIS com final 1: 17 de junho;
  • NIS com final 2: 20 de junho;
  • NIS com final 3: 21 de junho;
  • NIS com final 4: 22 de junho;
  • NIS com final 5: 23 de junho;
  • NIS com final 6: 24 de junho;
  • NIS com final 7: 27 de junho;
  • NIS com final 8: 28 de junho;
  • NIS com final 9: 29 de junho;
  • NIS com final 0: 30 de junho;

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.