Urgente! Bolsonaro dobra o valor do vale alimentação dos trabalhadores

Bolsonaro dobra o valor do vale alimentação dos trabalhadores. Nesta segunda-feira (13), o presidente confirmou que não haverá reajuste para os servidores federais durante o ano e que o governo busca aumento do vale alimentação.

Urgente! Bolsonaro dobra o valor do vale alimentação dos trabalhadores (Imagem: FDR)
Urgente! Bolsonaro dobra o valor do vale alimentação dos trabalhadores (Imagem: FDR)

Durante entrevista dada no Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro (PL) explicou que diante da falta de reajuste salarial, a tentativa tem sido uma melhoria no auxílio alimentação.

O presidente da República afirmou que não haverá reajuste para o servidor e que precisa ‘vencer’ a legislação eleitoral para conseguir o aumento do auxílio alimentação. 

“Lamentavelmente, não tem reajuste para servidor. Nós estamos tentando agora, tem que vencer a legislação eleitoral, dobrar, no mínimo, o valor do auxílio alimentação” disse Bolsonaro, durante entrevista.

A fala do presidente confirma o que já havia sido colocado pelo mesmo na semana passada, quando afirmou que pelo que estava se vendo não seria possível oferecer o aumento salarial aos funcionários públicos. Posteriormente, o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou o que Bolsonaro tinha relatado, dizendo não ser possível conceder o reajuste salarial.

“O governo federal não conseguiu dar aumento de salários, mas reduziu impostos para 200 milhões de brasileiros, ao invés de ajudar só o funcionalismo, que ajudou nessa guerra. Logo ali na frente, vai ter aumento para todo mundo, vamos fazer reforma administrativa. Mas agora está em guerra também”, declarou Guedes na última quinta-feira (9).

Bolsonaro aumenta o vale alimentação para agradar os servidores

O motivo que impossibilita o reajuste dos servidores, de acordo com o Chefe do Executivo, é de que falta recurso orçamentário para realização do aumento. Dessa forma, Bolsonaro e Paulo Guedes discutem dobrar o vale alimentação como nova alternativa.

“Tenho que vencer aqui a PGFN [Procuradoria Geral da Fazenda Nacional]. O governo tem que dar um parecer. Não posso dar canetada e por decreto mandar um projeto para o Congresso do nada. Tenho que estar amparado”, completou o presidente.

Sem reajuste salarial, o presidente tenta contar com o apoio do ministro Paulo Guedes para dobrar o valor do auxílio alimentação dos servidores públicos. Desde o início de 2022, o Governo Bolsonaro tenta formas de oferecer reajustes aos funcionários, mas encontra dificuldades diante do aperto das contas públicas.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.