Mercado das criptomoedas passa por apuros e gera centenas de demissões

O mercado de criptomoedas está enfrentando uma crise que vem custando o emprego de diversos profissionais. Foram anunciados cortes nos quadros de funcionários da corretora crypto.com e da plataforma BlockFi, que se juntam a outras empresas do ramo que vem cortando empregados.

Kris Marszalek, presidente da crypto.com, disse em seu perfil no Twitter que irá reduzir em cerca de 5% seu quadro de funcionários, o que atingirá quase 260 empregados, de acordo com a CoinDesk.

No mesmo caminho, Zac Prince, presidente da BlockFi, revelou a idéia de reduzir “aproximadamente 20%” de seu quadro de empregados, o que  equivaleria a cerca de 170 pessoas.

Decisões parecidas foram anunciadas recentemente pelas exchanges Gemini , Rain Financial e Bitso. A Coinbase ainda não fez demissões, mas parou de contratar, inclusive algumas que já tinham sido finalizadas.

Por aqui, a 2TM, proprietária do Mercado Bitcoin, também fez demissões no começo de junho. Através de nota envida ao Estadão, a empresa alegou que as demissões aconteceram em decorrência da “mudança no panorama financeiro global”, que vem sofrendo com a alta de juros e pela inflação mais elevada.

“O cenário exigiu ajustes que vão além da redução de despesas operacionais, tornando-se necessário também o desligamento de parte de nossos colaboradores. O processo que realizamos foi pautado pela transparência e respeito, de modo a honrar o legado de cada colaborador que nos ajudou a chegar até aqui”, disse a empresa no comunicado. 

A empresa disse também que essas mudanças nas condições macroeconômicas recai  especialmente nas empresas de alto crescimento no setor de tecnologia, o que faz com que seja preciso buscar uma nova equação de crescimento e investimento.

Por fim, a 2TM afirmou que os empregados demitidos receberam um pacote de benefícios para ajudá-los de forma pessoal e profissional e citou ajuda para recolocação no mercado de trabalho e aumento do prazo do plano de saúde, entre outros benefícios.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.