Eletrobras: termina hoje (7) o prazo para compra das ações usando o FGTS

Termina hoje, ao meio-dia, o prazo para que os investidores adquiram ações da Eletrobras na privatização, utilizando ou não o dinheiro do Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço (FGTS).

As aplicações através das contas do FGTS podem adicionar até R$6 bilhões à oferta da estatal de energia elétrica, que deve movimentar R$30 bilhões no total. Aqueles que querem utilizar os recursos do FGTS podem aportar entre R$200 até no máximo metade do que possui no fundo.

Através do aplicativo do FGTS é possível saber o saldo disponível e fazer a simulação do investimento nas ações da Eletrobras.

Esta limitação da metade do saldo do FGTS considera todas as aplicações que o investidor possui em FMPs. Desta forma, caso a pessoa ainda tenha uma parcela do seu FGTS aportada em ações da Petrobras, esse valor deve ser deduzido para saber quanto poderá ser destinado agora para os papéis da Eletrobras.

Existem pelo menos 22 produtos para comprar os papéis da Eletrobras na oferta com os recursos do FGTS, de 13 instituições financeiras. Os produtos são das instituições financeiras: Alfa, Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Bradesco, BTG, Caixa, Daycoval, Genial, Guide, Itaú, Safra, Santander e XP.

De acordo com a apuração do site Valor, as taxas de administração cobradas partem de zero indo até 0,45% ao ano.

É necessário que o investidor escolha um dos bancos citados acima ou corretoras que administram fundos e que ele entre no aplicativo do FGTS, usando o CPF, para dar autorização para a instituição financeira consultar o saldo disponível e realizar a reserva do dinheiro.

Ao acessar o aplicativo, vá em “autorizar bancos a consultarem seu FGTS” e logo depois em “aplicação nos fundos mútuos de privatização FGTS”. Após isso, é necessário clicar em “FMP Eletrobras” e depois em “continuar”. Agora, o investidor deve ler e aceitar os termos e condições, inserir o nome da instituição financeira e confirmar a seleção.

Após este processo, será preciso informar o banco ou a corretora selecionada que quer investir na oferta da empresa com o FGTS e quanto dinheiro deseja aplicar. Esse banco ou corretora ficará encarregada de aportar os recursos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.