INSS: siga essas dicas para ter o seu auxílio doença aprovado pela primeira vez

Cerca de 1,1 milhão de brasileiros permanecem na fila de espera da perícia médica do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O procedimento envolve a concessão de benefícios como o auxílio doença, auxílio acidente, aposentadoria por invalidez e outros. 

INSS: siga essas dicas para ter o seu auxílio doença aprovado pela primeira vez
INSS: siga essas dicas para ter o seu auxílio doença aprovado pela primeira vez. (Imagem: FDR)

No intuito de agilizar os atendimentos e, por consequência, a análise e concessão do auxílio doença, o Governo Federal informou que fará mutirões de exames médicos.

Na ocasião, serão realizadas teleperícias junto ao retorno da liberação do benefício somente mediante a verificação documental. Diante da fila de espera expressiva, foi possível identificar alguns dos principais impasses que têm o costume de travar a liberação do benefício. 

Os principais são a falta de entrega da Classificação Internacional de Doença (CID) na documentação apresentada; apresentar documentos com o carimbo médico borrado; letra do profissional ilegível; apresentação de exames e laudos antigos; demonstração de comportamentos que contradizem o problema atestado. 

Dicas para agilizar a concessão do auxílio doença

Observando os principais entraves em torno do auxílio doença, foram elaboradas algumas dicas que podem te ajudar a agilizar a concessão do benefício. Observe:

  • Quando for para a consulta, apresente um atestado médico atualizado, com a doença incapacitante, as limitações decorrentes dela e o provável de tempo para tratamento;
  • Ao apresentar o atestado, certifique que esteja legível, datado corretamente, com indicação da doença (CID) e a identificação certa do médico;
  • Leve exames laboratoriais ou clínicos para corroborar as informações, bem como o receituário do tratamento;
  • Não se esqueça dos documento pessoais, assim como comprovante de residência, carteira de trabalho, atestado médico do trabalho, se houver, e Comunicado de Acidente do Trabalho (CAT), caso tenha se acidentado;
  • No momento da perícia, responda as perguntas de forma objetiva e sincera, apontando a limitação para exercer sua atividade.
  • Tenha um comprovante: anote o nome do perito, do servidor; guarde tíquete de estacionamento, etc; que provem sua ida ao INSS, pois, caso haja erro material da instituição, será possível comprovar sua presença no estabelecimento.

O que é preciso para ter direito ao auxílio doença?

Estão aptos a receber o auxílio doença todos os segurados que tiverem a incapacidade total alegada, comprovada, resultando na necessidade de afastamento das atividades laborais. É importante ressaltar que a incapacidade precisa ser exclusivamente total. 

Como solicitar o auxílio doença pela internet?

A solicitação da perícia médica pela internet deve ser feita pelo portal Meu INSS, onde também é possível agendar a perícia médica. Feito o agendamento, o trabalhador precisa comparecer noo dia, horário e local marcados para ser avaliado pelo médico perito do INSS. Para isso, basta seguir este passo a passo:

  • Acesse o site Meu INSS ou faça o download do aplicativo pela Play Store (Android) ou App Store (iOS);
  • Faça login e escolha a opção “Agende sua Perícia”, no menu lateral esquerdo; 
  • Clique em “Agendar Novo”, em caso de primeiro pedido ou em “Agendar Prorrogação”, para solicitar que o benefício seja prorrogado;
  • Acompanhe o andamento da sua solicitação pelo site ou aplicativo Meu INSS pela opção “Resultado do Requerimento/Benefício por Incapacidade”;
  • Compareça à unidade do INSS escolhida para fazer perícia médica;
  • Acompanhe o andamento da solicitação e o resultado da perícia médica pelo site ou aplicativo Meu INSS na opção “Resultado de Requerimento/Benefício por Incapacidade”.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.