Você sabe o que é NFT? Conheça o serviço que vem reformulando o mercado gamer

Para os amantes do universo gamer, há um novo serviço que vem proporcionando experiências únicas. Chamado de NFT, são tokens insubstituíveis que permitem o usuário se apropriar de determinado espaço virtual. Há como ser o dono de uma partida ou campeonato da NBA e interagir diretamente com os atletas. Entenda.

O mercado gamer está cada vez mais em destaque. Atualmente as pessoas estão encarando o ato de jogar como uma profissão e conseguindo fazer fortunas em cima da diversão. O NFT surge como um tipo de investimento nesse segmento, funcionando como uma espécie de moeda virtual.

Abaixo, confira uma entrevista exclusiva com Gláucio Borges, embaixador do NFTexperience no Brasil, que te explica com detalhes o que é o NFT e como ele funciona. Acompanhe:

O que é NFT?

NFT, ou Non-Fungible Tokens (Tokens não fungíveis) são tokens insubstituíveis. Para entendermos melhor, vamos primeiro falar sobre a palavra “fungível”. De acordo com o dicionário de Oxford, a palavra fungível significa algo passível de ser substituído por outra coisa de mesma espécie, qualidade, quantidade e valor. Ou seja, o bitcoin, enquanto token fungível, quer dizer que ele pode ser trocado por outro bitcoin, pois tem o mesmo valor. É um token intercambiável. Mas existe uma classe de tokens que não podem ser trocados entre si, pois são únicos. Esses são os NFTs. Além de únicos, são escassos, são itens colecionáveis e são emitidos no blockchain para registrar sua propriedade.

Como o Token pode ser utilizado de forma simples e objetiva?

Os NFTs itens de coleção digitais com a garantia de exclusividade por conta do blockchain. Hoje é possível ter uma coleção de figurinhas digitais com a certeza da identificação de originalidade. E vai além de imagem. A NBA, por exemplo, lançou uma coleção de NFTs em formato de vídeo de jogadas especiais. O colecionado pode comprar a propriedade do vídeo e o direito de assistir e ninguém mais terá esse acesso. E por ser jogadas especiais, esses vídeos podem até ganhar valor no decorrer do tempo, e o detentor do vídeo poderá vender esse NFT por um valor muito maior do que o valor de compra.

Qual o cenário do NFT no Brasil?

O Brasil tem amadurecido muito acerca do relacionamento com blockchain. Mas ainda há um bom caminho a se percorrer na educação das aplicações dessa tecnologia para o público geral. Acredito que a alta adoção do NFT se deu em função dos Gamers. O play-to-earn virou uma febre e como o Brasil é um dos líderes desse mercado, rapidamente pudemos ver o crescimento de usuários de NFTs. Mas o NFT vai muito além de jogos. Temos visto várias aplicações ocorrendo no segmento e, em breve, essas aplicações estarão no dia a dia do brasileiro.

Como as empresas estão lidando com o NFT e podem beneficiar seus consumidores?

 As empresas de diversos setores procuram criar aplicações com NFT para aumentar a experiência de seus clientes. Alguns clubes de futebol Atlético Mineiro, por exemplo, criaram cards colecionáveis limitados para trazer a experiência do álbum físico de figurinhas de jogadores de futebol para o mundo digital. É uma forma de o clube ter mais uma entrada de monetização e, ao mesmo tempo, gerar engajamento dos seus torcedores.

Como o NFT pode ser utilizado no dia a dia das pessoas?

Depende da aplicação. Os Gamers, por exemplo, adquirem itens especiais nos jogos e negociam esses itens entre eles. No caso do futebol, entra o viés da figurinha rara que vai se valorizando com o tempo. Mas vamos dar um exemplo de um artista e como o NFT possibilitou uma nova forma de monetização para ele. O artista cria uma arte digital e registra sua arte no blockchain, comprovando que ele é o proprietário. A partir disso, ele consegue vender o direito daquela arte para qualquer pessoa. Quem quiser usar a arte, pagará royalties para o dono da arte.  E isso vale também para os músicos que podem registrar a autoria de suas músicas no blockchain e receber royalties do spotify, por exemplo.

Como o NFT pode ser utilizado por pequenas empresas?

Acredito que ainda surgirão novas aplicações para beneficiar pequenas empresas. Mas com as aplicações existentes, já vemos pequenos negócios se expandirem como, por exemplo, pequenos estúdios de jogos, ou mesmo artistas musicais desconhecidos se beneficiando com o NFT. Mas quero mencionar brevemente um caso interessante nos Estados Unidos. Para não decretar falência do negócio, duas sócias resolvem criar uma coleção de figuras e colocar à venda na OpenSea, maior plataforma de negociação de NFTs. Foi uma forma diferente de “vaquinha”. Elas conseguiram arrecadar alguns milhares de dólares e salvar o negócio.

Por que o NFT é valorizado?

Um dos motivos é a questão da exclusividade. O NFT garante essa identidade única de um ativo digital. Mas existem vários outros fatores que geram essa valorização como, por exemplo, o hype por trás de um NFT, ou, o espírito de fã, com aquele sentimento de ser detentor de algo exclusivo do seu ídolo.

Por que as empresas estão oferecendo experiências a partir da Compra de NFT?

Até o momento os NFTs trazem experiências digitais. E isso abre uma grande oportunidade para fazer o NFT oferecer experiências também no mundo físico. A NFT Experience, por exemplo, se tornou pioneira nesse nicho. Ao adquirir um NFT, o detentor se torna elegível a concorrer a viagens de experiências, além de entrar para um clube onde ocorrerão várias outras experiências tanto no mundo digital quanto no mundo físico.

É possível fazer investimentos com NFT?

Com certeza. O projeto por trás do NFT é o que define seu valor no tempo. Como citado anteriormente, um investidor pode comprar várias artes e ganhar royalties com o uso delas. E, no caso do projeto NFT Experience, o NFT se torna um passaporte desejável a um clube exclusivo. Só terá acesso a esse mundo de experiências quem detém o NFT. Então os detentores poderão vender a outros por um preço maior do que o valor de compra. E a medida em que cresce a fama do NFT Experience, mais caro se torna esse passaporte.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.