DataFolha: segurados do Auxílio Brasil criticam o atual valor do projeto

Beneficiários do Auxílio Brasil afirmam que o atual valor do programa é insuficiente. Nessa semana, uma nova pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha revelou que o projeto social do Governo Federal pode não estar suprindo as necessidades da população. De acordo com o levantamento, a mensalidade não sana as despesas dos vulneráveis. Entenda.

DataFolha: segurados do Auxílio Brasil criticam o atual valor do projeto (Imagem: FDR)
DataFolha: segurados do Auxílio Brasil criticam o atual valor do projeto (Imagem: FDR)

Em funcionamento desde o fim de 2021, o Auxílio Brasil surgiu como uma estratégia de aproximar Bolsonaro do eleitorado em situação de vulnerabilidade. A versão assinada pelo atual presidente da república segue um modelo similar ao antigo Bolsa Família, mas não apresenta a mesma eficácia.

Auxílio Brasil tem valor insuficiente

A pesquisa Datafolha divulgada nessa segunda-feira (30), pontuou que os beneficiários consideram o valor do programa abaixo e por isso não impacta no voto para presidente nas eleições de 2022.

Atualmente o Auxílio Brasil tem uma mensalidade média de R$ 400. No entanto, com o cenário de inflação e crise econômica, essa quantia é incapaz de sustentar as famílias com aproximadamente 4 pessoas.

No apurado total, 56% dos entrevistados afirmam que a mensalidade não é suficiente, mesmo sendo esse grupo eleitor de Bolsonaro. Já entre os que reprovam o presidente, 76% consideram que o projeto deveria ter seu valor reajustado.

Ainda no mesmo levantamento, o Datafolha identificou que entre os beneficiários do Auxílio Brasil, a aprovação do governo é de 19% e a reprovação de 45%. A média geral, que leva em conta todo o eleitorado, é de 25% de aprovação e de 48% de reprovação.

Contrapartida, a pesquisa comprova que o ex-presidente Lula tem um dos seus melhores desempenhos entre as pessoas que recebem o benefício (59%), reforçando a sua marca de uma política com foco nas políticas públicas sociais.

Calendário do Auxílio Brasil em junho

  • NIS com final 1: recebem e podem sacar dia 17 de junho
  • NIS com final 2: recebem e podem sacar dia 20 de junho
  • NIS com final 3: recebem e podem sacar dia 21 de junho
  • NIS com final 4: recebem e podem sacar dia 22 de junho
  • NIS com final 5: recebem e podem sacar dia 23 de junho
  • NIS com final 6: recebem e podem sacar dia 24 de junho
  • NIS com final 7: recebem e podem sacar dia 27 de junho
  • NIS com final 8: recebem e podem sacar dia 28 de junho
  • NIS com final 9: recebem e podem sacar dia 29 de junho
  • NIS com final 0: recebem e podem sacar dia 30 de junho

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.