Auxílio Brasil sofre reajuste na mensalidade de junho; confira o novo valor

Beneficiários do Auxílio Brasil terão reajustes na mensalidade de junho. A partir do próximo dia 17, o Ministério da Cidadania estará efetuando os pagamentos do programa social integrado ao vale gás. Isso significa dizer que o valor do abono aumentará. Confira.

Auxílio Brasil sofre reajuste na mensalidade de junho; confira o novo valor (Imagem: FDR)
Auxílio Brasil sofre reajuste na mensalidade de junho; confira o novo valor (Imagem: FDR)

O calendário do Auxílio Brasil em junho já foi divulgado e junto com ele haverá a liberação do vale gás. Desse modo, os beneficiários terão um acréscimo de aproximadamente R$ 55 em suas contas. Ambos os benefícios serão pagos pelo Caixa Tem.

Calendário do Auxílio Brasil em junho

  • NIS com final 1: recebem e podem sacar dia 17 de junho
  • NIS com final 2: recebem e podem sacar dia 20 de junho
  • NIS com final 3: recebem e podem sacar dia 21 de junho
  • NIS com final 4: recebem e podem sacar dia 22 de junho
  • NIS com final 5: recebem e podem sacar dia 23 de junho
  • NIS com final 6: recebem e podem sacar dia 24 de junho
  • NIS com final 7: recebem e podem sacar dia 27 de junho
  • NIS com final 8: recebem e podem sacar dia 28 de junho
  • NIS com final 9: recebem e podem sacar dia 29 de junho
  • NIS com final 0: recebem e podem sacar dia 30 de junho

Quem pode receber o vale gás?

O acréscimo pelo vale gás será concedido aos seguintes grupos:

  • Famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal (CadÚnico), com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional (R$ 606). Clique aqui e veja como se inscrever no CadÚnico;
  • Famílias que tenham entre seus membros residentes no mesmo domicílio quem receba o Benefício de Prestação Continuada da assistência social, o BPC, que prevê um salário mínimo mensal (R$ 1.212) à pessoa com deficiência e ao idoso com 65 anos ou mais que comprovem não possuir meios de prover a própria manutenção nem a família;
  • A lei estabelece que o auxílio será concedido “preferencialmente às famílias com mulheres vítimas de violência doméstica que estejam sob o monitoramento de medidas protetivas de urgência”.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.