Ações da Petrobras voltam a ter forte queda após falas de Bolsonaro; confira o que foi dito

Na última sexta-feira (27), as ações da Petrobras estiveram entre as piores variações na bolsa de valores. O desempenho negativo acontece após falas do presidente Jair Bolsonaro sobre a gestão da estatal. O mercado apresentou temor sobre a interferência do governo no comando da empresa.

Ações da Petrobras voltam a ter forte queda após falas de Bolsonaro; confira o que foi dito
Ações da Petrobras voltam a ter forte queda após falas de Bolsonaro; confira o que foi dito (Imagem: Montagem/FDR)

Um dia antes, na quinta-feira (26), Bolsonaro voltou a destacar sua autonomia para a indicação do presidente e diretores da Petrobras.

O presidente da República ainda chamou de “medida protelatória” a decisão do Conselho de Administração da estatal de submeter, à governança interna, o nome de Caio Paes de Andrade.

Atualmente, Caio Paes de Andrade é assessor do ministro da Economia, Paulo Guedes. Ele foi indicado para assumir a presidência da estatal no lugar de José Mauro Ferreira Coelho.

No governo Bolsonaro, a liderança da Petrobras sofre nova intervenção 40 dias após a última troca na liderança. Anteriormente, a estatal era comandada por Roberto Castello Branco e Joaquim Silva e Luna.

Além da declaração recente de Bolsonaro, na última sexta, o atual presidente da estatal, em carta, alertou a Agência Nacional de Petróleo e o Ministério de Minas e Energia (MME) sobre o grande risco de desabastecimento do óleo diesel. Este cenário pode acontecer no segundo trimestre deste ano.

Depois do recebimento da carta, A Secretaria de Óleo de Gás do MME, convocou uma reunião com dirigentes da Petrobras e de petrolíferas privadas.

Recentemente, Jair Bolsonaro vem pressionando a Petrobras para não reajustar os valores dos combustíveis até a eleição de outubro deste ano.

No entanto, a estatal está submetida ao critério de paridade internacional. Essa política faz com que os preços dos combustíveis oscilem conforme a cotação do barril do petróleo no mercado internacional e as variações do dólar.

Desempenho das ações da Petrobras

No último pregão da semana passada, as ações ordinárias da Petrobras (PETR3) recuaram 4,17%, a R$ 33,74. Já as ações preferenciais (PETR4) desvalorizaram 4,76%, a R$ 30,60. De todos os papéis do Ibovespa, o principal índice da bolsa de valores, o PETR4 registrou a maior perda.

No acumulado semanal, as ações ordinárias apresentaram desvalorização de 1,20%. As ações preferenciais recuaram 2,29% na semana.

Esse desempenho contrasta com a performance de empresas concorrentes. As ações da PetroRio encerraram a semana com elevação de 12,68%. OS ativos da 3R, por sua vez, apresentam elevação de 14,92%.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.