Confira dicas valiosas para não deixar sua família se endividar

Momento difícil para as finanças e brasileiro tenta escapar do acúmulo de dívidas. Diante do desemprego e da alta da inflação tem sido uma tarefa e tanto para muitas famílias equilibrar os gastos.

Apesar da melhor solução do problema não está nas mãos dos maiores afetados, especialistas afirmam que consciência financeira e um planejamento são caminhos importantes a serem seguidos no controle da situação.

Dicas para famílias não se endividarem 

A pandemia trouxe grandes problemas econômicos para o mundo, piorando as finanças principalmente daqueles que já não iam bem. A retomada da economia também é um momento difícil e milhões de brasileiros se vêem com suas rendas afetadas.

Para a professora do curso de Ciências Contábeis e Áreas de Negócios do Centro Universitário Cesuca, Karen Hackbart Souza Fontana, os motivos de endividamento das famílias são os mais diversos. “Cada família tem a sua peculiaridade e um dos principais motivos é o desemprego, pois sem renda não há como pagar as contas”, explica.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apenas no primeiro trimestre de 2022, foram registrados quase 12 milhões de brasileiros desempregados, outro ponto a ser destacado é a redução de quase 9% da renda média do brasileiro.

A especialista afirma que um planejamento familiar para o pagamento de dívidas é essencial. “Dê prioridade ao pagamento das dívidas que possuem juros mais altos e as renegocie, pois os credores têm interesse em receber”, orienta a docente do Cesuca.

Karen Fontana também ressalta que, quando possível, é importante realizar o pagamento à vista evitando futuras dívidas. A especialista destaca também a importância de envolver todos os membros familiares, principalmente as crianças. “Envolva toda a família na educação financeira, inclusive crianças, pois elas devem ser ensinadas desde cedo a dar importância para a saúde financeira da família. Além disso, evite novos empréstimos para pagar as dívidas, ou seja, não faça novas dívidas”, comenta.

Por fim, a docente dos cursos de Ciências Contábeis e Área de Negócios, lista algumas dicas para que a população não caia no endividamento. Confira:

  • Tenha um estilo de vida adequado à sua renda;
  • Controle seus gastos;
  • Sempre que possível, faça pagamentos à vista;
  • Concentre apenas em um único meio de pagamento (cartão de débito ou crédito, por exemplo);
  • Não compre por impulso;
  • Não utilize cheque especial;
  • Se possível, faça uma reserva financeira.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.