Carro mais caro do mundo foi vendido em leilão; descubra o valor

O carro mais caro do mundo foi recentemente vendido em um leilão. O veículo é um modelo da Mercedes-Benz de 1955.

No início de maio, vieram à tona rumores referentes a venda de um dos modelos raríssimos da Mercedes-Benz, o 300 SLR Uhlenhaut Coupé. Sites estrangeiros afirmaram que a venda havia ocorrido em um leilão secreto, em um valor entre 130 e 135 milhões de euros. O valor faria do carro o mais caro do mundo, entretanto, a fabricante não se manifestou a respeito.

Até que nesta quinta-feira (19), a empresa veio a público não apenas confirmar, como também trazer mais detalhes da venda.

 Mercedes revela detalhes da venda do carro mais caro do mundo

O carro recebe o nome de 300 SLR Uhlenhaut Coupé em homenagem ao chefe de departamento de testes da Mercedes, Rudolf Uhlenhaut. O veículo é feito com chassi tubular de aço, possui carroceria de alumínio e um motor 3.0 de oito cilindros em linha e 310 cv. Sendo um dos carros rápidos da época, a Mercedes chegava a 290 km/h.

De acordo com a fabricante alemã, o coupé construído em 1955 foi arrematado em leilão por 135 milhões de euros, cerca de R$ 700 milhões na cotação atual. Ainda segundo a Mercedes, sem revelar a identidade do novo dono, o veículo agora pertence a um colecionador particular.

Os milhões faturados na transação serão usados para iniciar um programa de financiamento de bolsas de estudo, o “Fundo Mercedes-Benz”. 

O CEO do grupo, Ola källenius, explicou a decisão de vender um dos dois superesportivos do modelo.

“A decisão de vender um desses dois carros esportivos exclusivos foi tomada com um raciocínio muito sólido – para beneficiar uma boa causa. Os rendimentos do leilão financiarão um programa global de bolsas de estudo”, revelou o CEO.

O carro comprado ainda terá vínculo com a empresa.

“O comprador privado concordou que o 300 SLR Uhlenhaut Coupé permanecerá acessível para exibição pública em ocasiões especiais, enquanto o segundo 300 SLR Coupé original permanece propriedade da empresa e continuará a ser exibido no Museu Mercedes-Benz em Stuttgart”, disse Marcus Breitschwerdt, chefe da Mercedes Benz Heritage.

Fundo Mercedes-Benz 

O programa será dividido em duas categorias, sendo uma com foco escolar e outra com foco universitário. O intuito do fundo é de fornecer incentivo para alunos para a realização de pesquisas e projetos ambientais.

Além do valor arrecadado com a venda do 300 SLR, a Mercedes-Benz informou que investirá mais dinheiro no programa, que também contará com parceiro ainda não revelado.

Ferrari perde o posto de venda de veículo mais cara 

Anteriormente, a venda mais cara de um veículo pertencia a Ferrari, o modelo 250 GTO de 1963 foi vendido em 2018 por US$ 70 milhões, cerca de R$ 359,1 milhões.

O 300 SLR Uhlenhaut Coupé é uma variação com carroceria cupê e teto rígido do 300 SLR desenvolvido para dominar pistas de corrida, ambos são derivados do 300 SL.

A empresa construiu o Uhlenhaut Coupé para a disputa de competições. A história do carro é marcada pelo trágico acidente em 1955 envolvendo o modelo nas 24 Horas de Le Manda. Ao todo, foram 80 mortos, incluindo o piloto francês Pierre Levegh que dirigia o 300 SLR.

O evento retirou a empresa do automobilismo até meados dos anos 1980. Dessa forma, nenhum dos dois veículos restantes disputaram provas automobilísticas.

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.