Dólar está ‘mais para R$ 6 do que para R$ 4’; confira opinião de especialista

O novo VP de Relações Institucionais da Clear Corretora, Roberto Indech, considera que o momento atual do mercado ainda não reflete a volatilidade tradicional que ocorre com o dólar às vésperas de períodos eleitorais. A declaração foi realizada em entrevista ao InfoMoney.

Dólar está 'mais para R$ 6 do que para R$ 4'; confira opinião de especialista
Dólar está ‘mais para R$ 6 do que para R$ 4’; confira opinião de especialista (Imagem: Montagem/FDR)

O executivo ainda declara que a situação atual também não reflete uma deterioração das contas públicas. Isso decorrente de projetos de reajustes de servidores — em negociação atualmente.

Segundo o especialista, atualmente, existe mais impacto do aumento das commodities, como reflexo do panorama de guerra entre Rússia e Ucrânia, sobre o mercado de câmbio. Isso em comparação ao diálogo eleitoral e fiscal.

No entanto, Indech alega que, pela frente, está por vir essa “pressão adicional”. Segundo ele, “a volatilidade no câmbio aqui é muito forte”.

O especialista ainda declara que uma taxa de câmbio “mais próxima de R$ 6 do que R$ 4” reflete melhor a realidade do Brasil.

Panorama atual do dólar

Nesta segunda-feira (23), o dólar fechou em queda de 1,41%, cotado a R$ 4,8044. Este foi o terceiro recuo consecutivo da moeda norte-americana em relação ao real.

Na última sexta-feira (20), a moeda estrangeira tinha registrado queda de 0,89%, a R$ 4,8729. No acumulado deste mês, o dólar acumula redução de 2,79%. Já no ano, a desvalorização chega a 13,82%. Essa moeda começou o ano cotada a R$ 5,66.

Após a disparada no primeiro trimestre, o real, a partir de abril, perdeu fôlego. Diante disso, a moeda brasileira passou a se manter abaixo das máximas deste ano — de modo a oscilar conforme o desempenho do dólar no mercado internacional.

Atualmente, nos mercados, seguem preocupações de que o aumento da inflação e o aperto dos juros possam causar uma desaceleração da economia mundial.

Segundo especialistas apurados pelo UOL, a desvalorização recente do dólar, em parte, se deve às declarações de que a Europa poderá ter uma política monetária mais dura.

A valorização de outras moedas também vem impactando o cenário atual. Diversas unidades de nações emergentes — como rand sul-africano e pesos chileno e mexicano —, valorizaram no dia em meio à generalizada fraqueza da moeda dos Estados Unidos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.