Fila do Auxílio Brasil tem mais de 1,3 milhões de pessoas; saiba como antecipar a sua inclusão no projeto

Pontos-chave
  • Fila do Auxílio Brasil tem mais de 1,3 milhão de pessoas;
  • Cidadãos precisam se vincular ao Cadastro Único;
  • Saiba como consultar se teve a solicitação aprovada.

Novo levantamento aponta pausa nas filas de entrada do Auxílio Brasil. Os dados do próprio CadÚnico sinalizam que há cerca de 1,3 milhão de pessoas aguardando pela aprovação no projeto. O número permanece em crescente, tendo em vista que em janeiro não havia fila de espera. Abaixo, saiba como antecipar a aprovação do seu cadastro.

Fila do Auxílio Brasil tem mais de 1,3 milhões de pessoas; saiba como antecipar a sua inclusão no projeto (Imagem: FDR)
Fila do Auxílio Brasil tem mais de 1,3 milhões de pessoas; saiba como antecipar a sua inclusão no projeto (Imagem: FDR)

Com o país de volta ao mapa da fome, mais de 1,3 milhões de pessoas esperam pela inclusão no Auxílio Brasil. O projeto atualmente contempla cerca de 17 milhões de brasileiros que se encontram em situação de vulnerabilidade.

Assim que lançou o novo Bolsa Família, Bolsonaro afirmou que não haveria limitações para a concessão dos salários sociais. No entanto, com menos de seis meses em funcionamento, o programa teve o seu acesso travado para os mais pobres.

Hoje, 1,3 milhão de pessoas estão na fila do Auxílio Brasil, inscritas. Elas atendem aos critérios e não entram no programa. Mas existem pessoas que não conseguem sequer entrar na fila, porque não têm acesso ao CadÚnico“, diz Paola Carvalho, diretora de Relações Institucionais da RBRB.

Como entrar no Auxílio Brasil?

Para ser um beneficiário, o cidadão precisa estar vinculado ao Cadastro Único. Isso implica dizer que ele deve reunir a documentação de toda a sua família e ir até um centro de assistência social da sua cidade para solicitar a vinculação na plataforma.

A inscrição no Cadastro Único é autorizara para aqueles que cumpram os seguintes critérios:

  • Ter renda familiar per capita igual ou menor que meio salário mínimo (R$ 606)
  • Ter renda familiar total de até 3 salários mínimos (R$ 3.636)
  • Se a renda for superior a 3 salários mínimos, é necessário que o cadastro no CadÚnico esteja ligado à concessão de benefícios específicos

Como antecipar a aprovação no Auxílio Brasil?

O benefício só pode ser concedido se o cidadão tiver com todos os dados atualizados no CadÚnico. Ou seja, é preciso verificar os informes e assim garantir a aceitação no processo de análise.

A atualização dos dados no CadÚnico é feita da seguinte forma:

  • Acesse o app ou site. O app está disponível na Play Store e na Apple Store;
  • Algumas opções aparecerão logo na primeira tela. É preciso clicar em “Atualização cadastral por confirmação”;
  • O usuário deverá fazer login com o CPF e a senha da conta Gov.br (veja como criar uma conta Gov.br);
  • Serão mostrados os blocos de Endereço da Família e Composição Familiar. Recomenda-se começar pelo bloco de Endereço da Família e depois passar ao de Composição Familiar. O usuário deverá conferir se todas as informações apresentadas continuam inalteradas;
  • No bloco de Composição Familiar, o usuário será questionado se houve alteração no número de membros da família. Em seguida, será preciso confirmar se os dados relativos a cada membro continuam os mesmos;
  • O usuário deverá, então, selecionar a opção em que confirma a veracidade dos dados informados;
  • Por fim, será preciso clicar no botão “Confirmar dados do Cadastro Único”.

Quais são os documentos que devo atualizar?

  • O responsável familiar precisará levar o próprio título de eleitor ou CPF;
  • O comprovante de endereço é sugerido para não haver erros no ato do cadastramento;
  • Os demais membros da família devem ter um desses documentos: CPF, RG, certidão de nascimento, certidão de casamento, carteira de trabalho ou título de eleitor.

Como saber se estou inscrito no Cadastro Único?

  • Acesse o site do Cadastro Único.
  • Preencha o formulário com seu nome completo, data de nascimento, o nome da mãe e selecione o estado e município onde mora.
  • Clique em “Emitir” para saber se está no cadastro ou não.

Outra possibilidade é a consulta por meio do app, para isso:

  • Baixe o aplicativo na loja do seu celular (Google Play ou App Store)
  • Abra o aplicativo e clique em entrar.
  • Preencha o mesmo formulário do site: nome, data de nascimento, nome da mãe e lugar onde mora.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.